Feeds:
Posts
Comments

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Faithfulness under Fire

Message by Pastor Alistair Pillay

James 1:2 My brethren, count it all joy when you fall into various trials, 3 knowing that the testing of your faith produces patience. 4 But let patience have its perfect work, that you may be perfect and complete, lacking nothing.

The past six months have been challenging for all of us. This pandemic does not discriminate. Our daily routines were affected; the economy, health systems, companies, educational institutions, governments, churches – everything was shaken.

Yet in all of this, there is an unshakeable, immovable God that presides and reigns over the universe.

This biological warfare is unique to this generation and we discern that it is another way that God is testing us.

No one is exempt from this test. It is yet another test in our walk with God. Throughout scripture we see God testing His people in various ways.

Tests act as a catalyst for our spiritual growth.

During this lockdown, we gathered daily for family prayers and communion. We interacted more regularly in our online meetings; we were able to connect with a larger audience. There are many positives that we experienced during this time.

How do we find joy in trials according to the Apostle James? It goes against our human nature. Firstly, we need to reject all fear and maintain a sound mind. We cannot allow our circumstances to overwhelm us. James is not talking about external expressions of celebration during our trials and afflictions, but rather an inner sense of peace, joy and contentment. Daniel was offered the finest cuisine, yet he resolved not to defile himself.

Notice the quiet determination in the words of the three friends of Daniel when they declared :

Daniel 3:16 Shadrach, Meshach, and Abed-Nego answered and said to the king, “O Nebuchadnezzar, we have no need to answer you in this matter. 17 If that is the case, our God whom we serve is able to deliver us from the burning fiery furnace, and He will deliver us from your hand, O king. 18 But if not, let it be known to you, O king, that we do not serve your gods, nor will we worship the gold image which you have set up.”

The Apostle Paul had experienced a variety of extreme testings in his apostolic ministry. His words to the Philippians are a source of great encouragement and strength to all.

Philippians 4:11 Not that I speak in regard to need, for I have learned in whatever state I am, to be content: 12 I know how to be abased, and I know how to abound. Everywhere and in all things I have learned both to be full and to be hungry, both to abound and to suffer need. 13 I can do all things through Christ who strengthens me.

The joy of the Lord is our strength. The apostle has flattened the curve concerning the persecutions, afflictions, beatings, imprisonment, and shipwrecks that he had experienced. He resolved to maintain a state of contentment. The ministry of the Lord demands that we are well prepared to carry our cross.

Like James, we must see ourselves as bond servants of God and the Lord Jesus Christ. We need to reflect our servanthood not only to the Divine Father and Son, but we also need to reflect this principle of service in the Father/Son wineskin. The same level of accountability and service to heaven as well as the earth.

A bond servant is owned by his master. The believer is owned by our Master, Christ Jesus. A bond servant is bound to his master.

Right now, we are spiritually positioned with Christ, seated at the right hand of the Father.

This position confers safety and security upon all believers who have made Christ a dwelling place.

Faith is needed especially when nothing is visible.

Hebrews 11:1 Now faith is the substance of things hoped for, the evidence of things not seen.

We need to be steadfast, resolute and unwavering. Job resisted the suggestion of his wife to curse God and die during his trial. Job was not aware of the confidence that God had in him. The counsel we receive during our trial is extremely important. This counsel must consolidate our relationship with God and His representative. Note the words that Job would use to rebuke his wife who clearly had a low threshold for pain and affliction.

Job 2:10 But he said to her, “You speak as one of the foolish women speaks. Shall we indeed accept good from God, and shall we not accept adversity?” In all this Job did not sin with his lips.

Job retained a sound mental position.

WE MUST KEEP OUR COMMITMENT AND WORD TO GOD

1 Samuel 1:11 Then she made a vow and said, “O LORD of hosts, if You will indeed look on the affliction of Your maidservant and remember me, and not forget Your maidservant, but will give Your maidservant a male child, then I will give him to the LORD all the days of his life, and no razor shall come upon his head.”

Hannah negotiated with God. She did not want the son for her personal sense of empowerment and self gratification; she knew of the existing corruption in the Temple under the priestly leadership of Eli. Hannah wanted a son who would be a blessing to God’s people. Her reward was the birth of Samuel who would become an accurate, outstanding voice of God to His people.

Hannah kept her word to the Lord. This was her personal test. Her son Samuel carried the same characteristic attribute of high integrity in his words.

1 Samuel 3:19 So Samuel grew, and the LORD was with him and let none of his words fall to the ground.

During our trials believers are known to often make vows to the Lord. Believers need to maintain the same integrity in their words and vows to the Lord.

James 5:12 But above all, my brethren, do not swear, either by heaven or by earth or with any other oath. But let your “Yes” be “Yes,” and your “No,” “No,” lest you fall into judgment.

Moses addresses the leadership of Israel concerning integrity in our vows and promises to the Lord.

Numbers 30:1 Then Moses spoke to the heads of the tribes concerning the children of Israel, saying, “This is the thing which the LORD has commanded: 2 If a man makes a vow to the LORD, or swears an oath to bind himself by some agreement, he shall not break his word; he shall do according to all that proceeds out of his mouth. 3 “Or if a woman makes a vow to the LORD, and binds herself by some agreement while in her father’s house in her youth, 4 and her father hears her vow and the agreement by which she has bound herself, and her father holds his peace, then all her vows shall stand, and every agreement with which she has bound herself shall stand.

When we receive our deliverance, do not forget the Lord who has helped us. All things come from Him.

HEARING THE VOICE OF GOD

Eli mentored Samuel to recognize and hear the voice of God. During trials we need a Word from God – that still, small voice. We need to be guided and instructed by our spiritual father. Samuel needed Eli in his spiritual development. Do not despise your Eli.

We must also develop our relationship with the Holy Spirit.

John 16:13 However, when He, the Spirit of truth, has come, He will guide you into all truth; for He will not speak on His own authority, but whatever He hears He will speak; and He will tell you things to come. 14 He will glorify Me, for He will take of what is Mine and declare it to you.

The most consistent way that God would speak to His people is through His Word spoken by His servants.

Romans 10:14 How then shall they call on Him in whom they have not believed? And how shall they believe in Him of whom they have not heard? And how shall they hear without a preacher?

FIDELIDADE SOB O FOGO

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

Mensagem do Pastor Alistair Pillay

 

Tiago 1: 2 Meus irmãos, tende grande alegria quando cairdes em várias provações, 3 sabendo que a prova da vossa fé produz paciência. 4 Mas tenha a paciência o seu trabalho perfeito, para que sejais perfeitos e completos, nada faltando.

 

Os últimos seis meses foram desafiadores para todos nós. Esta pandemia não discrimina. Nossas rotinas diárias foram afetadas; a economia, sistemas de saúde, empresas, instituições educacionais, governos, igrejas – tudo foi abalado.

 

No entanto, em tudo isso, existe um Deus inabalável e imóvel que preside e reina sobre o universo.

 

Esta guerra biológica é exclusiva desta geração e discernimos que é uma outra maneira pela qual Deus está nos testando.

 

Ninguém está isento deste teste. É mais um teste em nossa caminhada com Deus. Ao longo das escrituras, vemos Deus testando Seu povo de várias maneiras.

 

Os testes atuam como um catalisador para nosso crescimento espiritual.

 

Durante esse bloqueio, nos reunimos diariamente para orações familiares e comunhão. Interagimos mais regularmente em nossas reuniões online; conseguimos nos conectar com um público maior. Há muitos aspectos positivos que experimentamos durante esse tempo.

 

Como encontramos alegria nas provações, de acordo com o apóstolo Tiago? Isso vai contra nossa natureza humana. Em primeiro lugar, precisamos rejeitar todo medo e manter uma mente sã. Não podemos permitir que nossas circunstâncias nos dominem. James não está falando sobre expressões externas de celebração durante nossas provações e aflições, mas sim uma sensação interior de paz, alegria e contentamento. Daniel recebeu a melhor comida, mas decidiu não se contaminar.

 

Observe a determinação silenciosa nas palavras dos três amigos de Daniel quando eles declararam:

 

Daniel 3: 16-18

16 Responderam Sadraque, Mesaque e Abed-Nego e disseram ao rei: “Ó Nabucodonosor, não precisamos de te responder sobre este assunto. 17 Se for esse o caso, o nosso Deus, a quem servimos, pode nos livrar da fornalha de fogo ardente, e nos livrará das tuas mãos, ó rei. 18 Mas, se não, fica sabendo, ó rei, que não servimos a teus deuses, nem adoraremos a estátua de ouro que erigiste. ”

 

O apóstolo Paulo experimentou uma variedade de testes extremos em seu ministério apostólico. Suas palavras aos filipenses são fonte de grande encorajamento e força para todos.

 

Filipenses 4

11 Não que fale a respeito da necessidade, porque aprendi em qualquer estado em que estou, a estar contente. 12 Eu sei ser humilhado e sei ter abundância. Em todos os lugares e em todas as coisas, aprendi a estar farto e a ter fome, a ter abundância e a sofrer necessidades. 13 Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.

 

A alegria do Senhor é a nossa força. O apóstolo achatou a curva com relação às perseguições, aflições, espancamentos, prisões e naufrágios que ele experimentou. Ele decidiu manter um estado de contentamento. O ministério do Senhor exige que estejamos bem preparados para carregar nossa cruz.

 

Como Tiago, devemos nos ver como servos servos de Deus e do Senhor Jesus Cristo. Precisamos refletir nossa servidão não apenas ao Pai e Filho Divinos, mas também precisamos refletir este princípio de serviço no odre Pai / Filho. O mesmo nível de responsabilidade e serviço ao céu e à terra.

 

Um servo escravo é propriedade de seu mestre. O crente é propriedade de nosso Mestre, Cristo Jesus. Um servo escravo está ligado a seu mestre.

 

Agora mesmo, estamos espiritualmente posicionados com Cristo, sentados à direita do Pai.

 

Esta posição confere segurança e proteção a todos os crentes que fizeram de Cristo uma morada.

 

A fé é necessária, especialmente quando nada é visível.

 

Hebreus 11

1 Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se veem.

 

Precisamos ser firmes, resolutos e inabaláveis. Jó resistiu à sugestão de sua esposa de amaldiçoar a Deus e morrer durante seu julgamento. Jó não estava ciente da confiança que Deus tinha nele. O conselho que recebemos durante nosso julgamento é extremamente importante. Esse conselho deve consolidar nosso relacionamento com Deus e Seu representante. Observe as palavras que Jó usaria para repreender sua esposa, que claramente tinha pouca dor e aflição.

 

Jó 2

10 Mas ele lhe disse: “Como fala qualquer louca, falas tu. Devemos realmente aceitar o bem de Deus e não devemos aceitar a adversidade? ” Em tudo isso, Jó não pecou com os lábios.

 

 

DEVEMOS MANTER NOSSO COMPROMISSO E PALAVRA PARA DEUS

 

1 Samuel 1

11 Então ela fez um voto e disse: “Ó Senhor dos exércitos, se realmente olhares para a aflição da tua serva e te lembrar de mim, e não te esqueceres da tua serva, mas dares um filho à tua serva, então eu lhe darei ao Senhor todos os dias da sua vida, e nenhuma navalha virá sobre a sua cabeça. ”

 

Ana negociou com Deus. Ela não queria o filho para seu senso pessoal de empoderamento e autogratificação; ela sabia da corrupção existente no Templo sob a liderança sacerdotal de Eli. Ana queria um filho que fosse uma bênção para o povo de Deus. Sua recompensa foi o nascimento de Samuel, que se tornaria uma voz precisa e notável de Deus para Seu povo.

 

Ana manteve sua palavra ao Senhor. Este foi seu teste pessoal. Seu filho Samuel carregava o mesmo atributo característico de alta integridade em suas palavras.

 

1 Samuel 3

19 Samuel crescia, e o Senhor era com ele e não deixou nenhuma de todas as suas palavras cair em terra.

 

Durante nossas provações, os crentes costumam fazer votos ao Senhor. Os crentes precisam manter a mesma integridade em suas palavras e votos ao Senhor.

 

Tiago 5

12 Mas sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem por qualquer outro juramento. Mas deixe seu “Sim” ser “Sim” e seu “Não”, “Não”, para que você não caia no julgamento.

 

Moisés fala à liderança de Israel com relação à integridade em nossos votos e promessas ao Senhor.

 

Números 30

1 Moisés falou aos chefes das tribos a respeito dos filhos de Israel, dizendo: “Esta é a coisa que o Senhor ordenou: 2 Se alguém fizer voto ao Senhor, ou jurar se comprometer por algum acordo, ele não quebrará sua palavra; ele fará de acordo com tudo o que sai de sua boca. 3 “Ou se uma mulher fizer um voto ao SENHOR e se comprometer por algum acordo enquanto estiver na casa de seu pai, em sua juventude, 4 e seu pai ouvir o voto dela e o acordo pelo qual ela se comprometeu, e seu pai cumprirá o seu paz, então todos os seus votos permanecerão, e todo acordo com o qual ela se comprometeu permanecerá.

 

Quando recebermos nossa libertação, não se esqueça do Senhor que nos ajudou. Todas as coisas vêm Dele.

 

OUVINDO A VOZ DE DEUS

 

Eli orientou Samuel a reconhecer e ouvir a voz de Deus. Durante as provações, precisamos da Palavra de Deus – aquela voz mansa e delicada. Precisamos ser guiados e instruídos por nosso pai espiritual. Samuel precisava de Eli em seu desenvolvimento espiritual. Não despreze o seu Eli.

 

Devemos também desenvolver nosso relacionamento com o Espírito Santo.

 

João 16

13 No entanto, quando o Espírito da verdade vier, Ele os guiará em toda a verdade; pois Ele não falará por sua própria autoridade, mas tudo o que ouve, falará; e Ele lhe dirá o que está por vir. 14 Ele me glorificará, porque tomará do que é meu e vo-lo anunciará.

 

A maneira mais consistente de Deus falar ao Seu povo é por meio da Palavra falada por Seus servos.

 

Romanos 10

14 Como então invocarão aquele em quem não creram? E como acreditarão naquele de quem não ouviram? E como eles saberiam se ninguém contou?

Read Full Post »

THE PROTECTIVE HEDGE OF GOD

Message by Pastor Sheila Pillay

In the natural a hedge is a fence, boundary or barrier.

Let us examine the Lord as a hedge or wall of fire who confers Divine protection and security upon His people. Moses issues a warning to the people of God to be continually faithful to God and His commandments; not to allow our material possessions and prosperity to cause us to forget our great Deliverer, to remember at all times that it was the goodness and grace of God that causes us to prosper.

Deuteronomy 8:11-18

11 “Beware that you do not forget the Lord your God by not keeping His commandments, His judgments, and His statutes which I command you today, 12 lest—when you have eaten and are full, and have built beautiful houses and dwell in them; 13 and when your herds and your flocks multiply, and your silver and your gold are multiplied, and all that you have is multiplied; 14 when your heart is lifted up, and you forget the Lord your God who brought you out of the land of Egypt, from the house of bondage; 15 who led you through that great and terrible wilderness, in which were fiery serpents and scorpions and thirsty land where there was no water; who brought water for you out of the flinty rock; 16 who fed you in the wilderness with manna, which your fathers did not know, that He might humble you and that He might test you, to do you good in the end— 17 then you say in your heart, ‘My power and the might of my hand have gained me this wealth.’

18 “And you shall remember the Lord your God, for it is He who gives you power to get wealth, that He may establish His covenant which He swore to your fathers, as it is this day.

The prophet Isaiah speaks about Israel as the vineyard of God. Isaiah communicates the great disappointment in the heart of God concerning His people.

Isaiah 5:1-7

1 Now let me sing to my Well-beloved

A song of my Beloved regarding His vineyard:

My Well-beloved has a vineyard

On a very fruitful hill.

2 He dug it up and cleared out its stones,

And planted it with the choicest vine.

He built a tower in its midst,

And also made a winepress in it;

So He expected it to bring forth good grapes,

But it brought forth wild grapes.

3 “And now, O inhabitants of Jerusalem and men of Judah,

Judge, please, between Me and My vineyard.

4 What more could have been done to My vineyard

That I have not done in it?

Why then, when I expected it to bring forth good grapes,

Did it bring forth wild grapes?

5 And now, please let Me tell you what I will do to My vineyard:

I will take away its hedge, and it shall be burned;

And break down its wall, and it shall be trampled down.

6 I will lay it waste;

It shall not be pruned or dug,

But there shall come up briers and thorns.

I will also command the clouds

That they rain no rain on it.”

7 For the vineyard of the LORD of hosts is the house of Israel,

And the men of Judah are His pleasant plant.

He looked for justice, but behold, oppression;

For righteousness, but behold, a cry for help.

The vineyard is planted and established on a fruitful and fertile hill. The stones have been cleared away (symbols of judgement) and in its place was planted precious vine. It has a hedge that protects it. Having brought us out of Egyptian slavery and planting us as “choice vine” with all the necessary infrastructure, there is disappointment in the heart of God that the outcome from the vineyard was “wild grapes”. God asks a reasonable question is asked in Verse 4 :

“What more could have been done to My vineyard”

We are living in difficult times; natural fences and security systems are failing us. We need the Lord to be a “wall of fire” around us as our primary defense system.

Zechariah 2:5

5 For I,’ says the LORD, ‘will be a wall of fire all around her, and I will be the glory in her midst.”

The church is the “spiritual Israel of God”. As we manifest the nature of Christ as a company, the One who lives in us will confer the same level of protection in our homes and in our sphere. We do not despise the construction of natural fences but ultimately it is the Lord who watches over His people.

Psalms 127:1

1 Unless the LORD builds the house,

They labor in vain who build it;

Unless the LORD guards the city,

The watchman stays awake in vain.

Now, this requires serious meditation. The Lord uses human agencies to confer the grace of protection over His people :

The prophet Samuel was God’s hedge against the Philistines all the days of his life.

1 Samuel 7:13

13 So the Philistines were subdued, and they did not come anymore into the territory of Israel. And the hand of the LORD was against the Philistines all the days of Samuel.

Elisha the prophet was God’s hedge against the Syrians.

2 Kings 6:11-12

11 Therefore the heart of the king of Syria was greatly troubled by this thing; and he called his servants and said to them, “Will you not show me which of us is for the king of Israel?”

12 And one of his servants said, “None, my lord, O king; but Elisha, the prophet who is in Israel, tells the king of Israel the words that you speak in your bedroom.”

David was God’s hedge that protected his father’s sheep and also Israel against formidable opponents. God protected the sheep through the grace of David.

1 Samuel 17:34-36

34 But David said to Saul, “Your servant used to keep his father’s sheep, and when a lion or a bear came and took a lamb out of the flock, 35 I went out after it and struck it, and delivered the lamb from its mouth; and when it arose against me, I caught it by its beard, and struck and killed it. 36 Your servant has killed both lion and bear; and this uncircumcised Philistine will be like one of them, seeing he has defied the armies of the living God.”

Sometimes our faithfulness is tested when God deliberately allows an opening for satan to access us, like in the case of Job. Satan knows about God’s hedge of protection over the righteous.

Job 1:9-10

9 So Satan answered the LORD and said, “Does Job fear God for nothing? 10 Have You not made a hedge around him, around his household, and around all that he has on every side? You have blessed the work of his hands, and his possessions have increased in the land.

This is the acid test for all believers. Will we remain faithful when the Lord takes His hands off

us? Will we remain faithful to Him in all circumstances?

Remember this, faithful people of God, all things are working together for the good of those who love Him and to those who are called according to His purpose.

A BARREIRA PROTETORA DE DEUS

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

Mensagem da Pastora Sheila Pillay

 

Na natureza, uma barreira viva é uma cerca, limite ou barreira.

 

Vamos examinar o Senhor como uma cerca ou parede de fogo que confere proteção e segurança Divina a Seu povo. Moisés dá uma advertência ao povo de Deus para ser continuamente fiel a Deus e aos Seus mandamentos; não permitir que nossos bens materiais e prosperidade nos façam esquecer nosso grande Libertador, para lembrar em todos os momentos que foi a bondade e a graça de Deus que nos fez prosperar.

 

Deuteronômio 8

11 “Acautela-te para que não te esqueças do Senhor teu Deus, não guardando os seus mandamentos, os seus julgamentos e os seus estatutos que hoje te ordeno, 12 para que não, quando tiveres comido e te farto, e tiveres construído belas casas e nelas habitado ; 13 e quando as vossas manadas e os vossos rebanhos se multiplicarem, e a vossa prata e o vosso ouro se multiplicarem, e tudo o que tens se multiplicar; 14 quando o teu coração se eleva e te esqueces do Senhor teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão; 15 que vos guiou por aquele grande e terrível deserto, no qual havia serpentes de fogo e escorpiões e uma terra sedenta onde não havia água; que trouxe água para você da rocha dura; 16 que no deserto te alimentou com o maná, que teus pais não conheciam, para te humilhar e te testar, e no final te fazer o bem— 17 então dizes no teu coração: ‘O meu poder e o o poder da minha mão me ganhou esta riqueza. ’18 “E te lembrareis do Senhor teu Deus, porque é Ele quem te dá poder para adquirir riquezas, a fim de estabelecer o seu pacto que jurou a vossos pais, como é este dia.

 

O profeta Isaías fala sobre Israel como a vinha de Deus. Isaías comunica a grande decepção no coração de Deus a respeito de Seu povo.

 

Isaías 5

1 Agora, deixe-me cantar ao meu Bem-amado Um cântico do meu Bem-amado a respeito de Sua vinha: Meu Bem-amado tem uma vinha Em uma colina fértil. 2 Ele a desenterrou e tirou as suas pedras, e a plantou com a videira mais escolhida. Ele construiu uma torre no meio dela, E também fez um lagar nela; Ele esperava que produzisse uvas boas, mas deu uvas bravas. 3 “E agora, ó habitantes de Jerusalém e homens de Judá, juiz, por favor, entre mim e a minha vinha. 4 O que mais poderia ter sido feito à minha vinha, que eu não tenha feito nela. Por que então, quando esperava que produzisse boas uvas, deu uvas bravas? 5 E agora, deixa-me dizer-te o que farei com a minha vinha: tirarei a sua sebe, e ela será queimada; E derrube a sua parede, e ela será pisoteada. 6 Eu o destruirei; Não será podada nem cavada, mas crescerá sarças e espinhos. Também darei às nuvens que chovam sem chuva. ” 7 Porque a vinha do Senhor dos exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a sua planta agradável. Ele procurava justiça, mas eis a opressão; Por justiça, mas eis um grito de socorro.

 

A vinha está plantada e implantada numa colina fecunda e fértil. As pedras foram retiradas (símbolos de julgamento) e em seu lugar foi plantada a preciosa videira. Tem uma sebe que o protege. Tendo nos tirado da escravidão egípcia e nos plantado como “videira escolhida” com toda a infraestrutura necessária, há decepção no coração de Deus que o resultado da vinha foi “uvas bravas”. Deus faz uma pergunta razoável no versículo 4:

 

“O que mais poderia ter sido feito para a minha vinha”

Vivemos tempos difíceis; cercas naturais e sistemas de segurança estão falhando. Precisamos que o Senhor seja uma “parede de fogo” ao nosso redor como nosso principal sistema de defesa.

 

Zacarias 2

5 Pois eu ‘, diz o SENHOR,’ serei uma parede de fogo ao seu redor, e serei a glória no meio dela. ”

 

A igreja é o “Israel espiritual de Deus”. À medida que manifestamos a natureza de Cristo como empresa, Aquele que vive em nós confere o mesmo nível de proteção em nossas casas e em nossa esfera. Não desprezamos a construção de cercas naturais, mas, em última análise, é o Senhor quem zela por Seu povo.

 

Salmos 127

1 A menos que o Senhor edifique a casa, Eles trabalham em vão quem o constrói; A menos que o Senhor guarde a cidade, O vigia fica acordado em vão.

 

Agora, isso requer meditação séria. O Senhor usa instrumentos humanos para conferir a graça de proteção a Seu povo:

 

O profeta Samuel foi a proteção de Deus contra os filisteus todos os dias de sua vida.

 

1 Samuel 7

13 Assim os filisteus foram subjugados e não entraram mais no território de Israel. E a mão do Senhor foi contra os filisteus todos os dias de Samuel.

 

Eliseu, o profeta, era a proteção de Deus contra os sírios.

 

2 Reis 6

11 Portanto o coração do rei da Síria ficou muito perturbado com isso; e chamou seus servos e disse-lhes: “Não me mostrais qual de nós é do rei de Israel?” 12 E um de seus servos disse: “Nenhum, meu senhor, ó rei; mas Eliseu, o profeta que está em Israel, diz ao rei de Israel as palavras que você fala em seu quarto. ”

 

Davi era a cerca de Deus que protegia as ovelhas de seu pai e também Israel contra adversários formidáveis. Deus protegeu as ovelhas pela graça de Davi.

 

1 Samuel 17

34 Mas Davi disse a Saul: “Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai, e quando um leão ou um urso vinha e tirava um cordeiro do rebanho, 35 eu ia atrás dele e batia nele, e livrava o cordeiro de seu boca; e quando se levantou contra mim, eu o peguei pela barba, e o golpeei e matei. 36 O teu servo matou o leão e o urso; e este filisteu incircunciso será como um deles, visto que desafiou os exércitos do Deus vivo. ”

 

Às vezes, nossa fidelidade é testada quando Deus permite deliberadamente uma abertura para que Satanás nos acesse, como no caso de Jó. Satanás sabe sobre a cerca de proteção de Deus sobre os justos.

 

Jó 1

9 Então Satanás respondeu ao Senhor e disse: “Será que Jó teme a Deus por nada? 10 Não fizeste uma cerca ao redor dele, ao redor da sua casa, e ao redor de tudo o que ele tem de todos os lados? Você tem abençoado o trabalho de suas mãos, e seus bens aumentaram na terra.

 

Este é o teste ácido para todos os crentes. Continuaremos fiéis quando o Senhor tirar Suas mãos

 

Nós? Continuaremos fiéis a Ele em todas as circunstâncias?

 

Lembre-se disso, fiel povo de Deus, todas as coisas estão trabalhando juntas para o bem daqueles que O amam e daqueles que são chamados de acordo com o Seu propósito.

Read Full Post »

To those who are committed to this present reformation, our desire is to cultivate a spiritual habitat for the people of God, who indeed are becoming an endangered species concerning the emergence of a dark sub culture.

There has never been a more pressing moment in time than this, where it is imperative for the people of God to return to His ways. The ways of God are established by His Word, not from our five senses. We do not present ourselves as those who have attained a state of perfection; it is becoming increasingly apparent that we are all a “work in progress”. We look to the nature of the Perfect One, Christ, drawing strength and comfort from Him through His Word and through the ministry of the Holy Spirit.

Our plans and strategies may make such great sense to us, yet when we present them to the Lord, they may not survive Divine scrutiny.

We will examine some of the challenges experienced by Paul and David this morning, leaders whose lives minister to us, as we confront various challenges in our walk with God, particularly dealing with betrayal. In spite of all their great exploits both Paul and David experienced great anguish concerning betrayal.

DAVID

David, a man after God’s own heart, was experiencing a very difficult time coming to terms with betrayal. Although David was a mighty warrior who experienced great victories, yet he experienced great distress concerning betrayal. He could vanquish great opponents like Goliath, yet his heart was vulnerable because a Davidic company enjoins their hearts with those who come to them in peace.

David, a man after God’s own heart, knew the solution before the men came to him. It was David who declared God to be his avenger.

“if you betray me to my enemies, since there is no wrong in my hands, may the God of our fathers look and bring judgment”

Here is the dilemma and conflict.

We are also like David where we know that God will deliver the righteous from all their afflictions. Yet our hearts are so overwhelmed and we are easily distracted by the issues of this life. It is easier said than done to consistently demonstrate our faith in the Word and promises of God. We have to recognize the frailties in our human nature.

If David knew that God would judge his betrayers, then why would he tell God in his psalms (these are David’s exact words)

Psalms 55:15 Let death seize them; Let them go down alive into hell, For wickedness is in their dwellings and among them.

He further declares :

Psalms 58:6 Break their teeth in their mouth, O God! Break out the fangs of the young lions, O LORD!

These words are a clear revelation that the heart of David is overwhelmed with the pain of betrayal and rebellion. We cannot deny our human construct. In the midst of the battle it is easy for us to forget that the Lord is the Avenger of the righteous. We have to endure the weeping in our “night season” in order to experience the joy and mercies of the new day.

David’s solution to his problems is found in Psalm 61

Psalms 61

1 Hear my cry, O God; Attend to my prayer.

2 From the end of the earth I will cry to You,

When my heart is overwhelmed;

Lead me to the rock that is higher than I.

3 For You have been a shelter for me,

A strong tower from the enemy.

4 I will abide in Your tabernacle forever;

I will trust in the shelter of Your wings.

Selah

5 For You, O God, have heard my vows;

You have given me the heritage of those who fear Your name.

6 You will prolong the king’s life,

His years as many generations.

When our hearts are overwhelmed, we need to seek help from a higher realm.

David is crying out to his God, his Avenger.

David placed his trust in the fact that God observes all things, especially those things concerning His covenant people. David is asking God to lead him to touch a level that is beyond the highest level in this natural world. As a king David has all the human, material and financial resources at his disposal, yet none of his vast resources can help him heal from his emotional trauma.

When we have exhausted from trying all natural sources for relief, it is time to reach out to the Rock, Christ Jesus to bring stability to our situation.

Sadly many believers are measuring success and progress by using the scales of this world; they attach great value to their chariots, horses, their majestic dwelling places, their silver and gold and other material and tangible assets.

As a king none of these things brought David rest or peace.

This pandemic has caused some of the leaders of the wealthiest nations of this world to bow their knees before an Almighty God in prayer.

David’s salvation comes from God.

Psalms 62:1-6

1 Truly my soul silently waits for God; From Him comes my salvation.

2 He only is my rock and my salvation; He is my defense; I shall not be greatly moved. 3 How long will you attack a man? You shall be slain, all of you,

Like a leaning wall and a tottering fence.

Now let us look at the Apostle Paul. Paul experienced much persecution in his ministry. Paul talks about a thorn in the flesh, a messenger of satan, that was permitted by the Lord to buffet and test him. The thorn is a surrogate, proxy, and a messenger of satan who is deployed into the life and sphere of Paul to help Paul deal with the temptation of self exaltation and pride. Revelation from an open heaven is entrusted to the humble. This was not a covert assignment by the messenger of satan; like Job, he was permitted by God to launch an assault on all the possessions of Job with surgical precision, his family and also his health.

2 Corinthians 12:7-10

7 And lest I should be exalted above measure by the abundance of the revelations, a thorn in the flesh was given to me, a messenger of Satan to buffet me, lest I be exalted above measure. 8 Concerning this thing I pleaded with the Lord three times that it might depart from me. 9 And He said to me, “My grace is sufficient for you, for My strength is made perfect in weakness.” Therefore most gladly I will rather boast in my infirmities, that the power of Christ may rest upon me. 10 Therefore I take pleasure in infirmities, in reproaches, in needs, in persecutions, in distresses, for Christ’s sake. For when I am weak, then I am strong.

God performed outstanding miracles through the ministry of Paul. Yet God would refuse to remove the thorn from Paul. He prayed three times to the Lord.

The Lord comforted Paul with these words :

“My grace is sufficient for you, for My strength is made perfect in weakness.”

Paul writes to his beloved son Timothy informing him about the many brothers who abandoned him and he talks about Alexander The coppersmith who did him much harm. He instructed Timothy not to hold their transgressions against them; that the Lord will judge them (like David).

The purpose of the complaint of Paul is not to focus on his disappointments, but to show his spiritual son the glorious ability of the Lord Jesus to deliver him.

BUT THE LORD STOOD WITH ME AND STRENGTHENED ME

2 Timothy 4:17-18

17 But the Lord stood with me and strengthened me, so that the message might be preached fully through me, and that all the Gentiles might hear. Also I was delivered out of the mouth of the lion. 18 And the Lord will deliver me from every evil work and preserve me for His heavenly kingdom. To Him be glory forever and ever. Amen!

When we experience the disappointment of the failure of all our natural sources of help, it is the Lord who will stand with us and strengthen and deliver us. Amen.

TRADUÇÃO PORTUGUESA

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

O MINISTÉRIO DO ESPINHO

 

Para aqueles que estão comprometidos com esta reforma atual, nosso desejo é cultivar um habitat espiritual para o povo de Deus, que de fato está se tornando uma espécie em extinção com relação ao surgimento de uma subcultura escura.

 

Nunca houve um momento mais urgente do que este, em que é imperativo para o povo de Deus retornar aos Seus caminhos. Os caminhos de Deus são estabelecidos por Sua Palavra, não pelos nossos cinco sentidos. Não nos apresentamos como aqueles que atingiram um estado de perfeição; está se tornando cada vez mais evidente que somos todos um “trabalho em andamento”. Olhamos para a natureza do Perfeito, Cristo, extraindo força e conforto Dele por meio de Sua Palavra e por meio do ministério do Espírito Santo.

 

Nossos planos e estratégias podem fazer muito sentido para nós, mas quando os apresentamos ao Senhor, eles podem não sobreviver ao escrutínio Divino.

 

Examinaremos alguns dos desafios enfrentados por Paulo e Davi esta manhã, líderes cujas vidas ministram para nós, ao enfrentarmos vários desafios em nossa caminhada com Deus, particularmente lidando com a traição. Apesar de todas as suas grandes façanhas, tanto Paulo quanto Davi experimentaram grande angústia por causa da traição.

 

DAVI

 

Davi, um homem segundo o coração de Deus, estava passando por um momento muito difícil para aceitar a traição. Embora Davi fosse um guerreiro poderoso que obteve grandes vitórias, ele sofreu grande aflição devido à traição. Ele podia derrotar grandes oponentes como Golias, mas seu coração estava vulnerável porque uma companhia de Davi ordena seus corações àqueles que vêm a eles em paz.

 

Davi, um homem segundo o coração de Deus, sabia a solução antes que os homens viessem a ele. Foi Davi quem declarou Deus como seu vingador.

 

“Se você me trair para os meus inimigos, visto que não há nada errado em minhas mãos, que o Deus de nossos pais olhe e traga o julgamento”

 

Aqui está o dilema e o conflito.

 

Nós também somos como Davi, onde sabemos que Deus livrará os justos de todas as suas aflições. No entanto, nossos corações estão tão oprimidos e somos facilmente distraídos pelas questões desta vida. É mais fácil falar do que fazer para demonstrar consistentemente nossa fé na Palavra e nas promessas de Deus. Temos que reconhecer as fragilidades em nossa natureza humana.

 

Se Davi soubesse que Deus julgaria seus traidores, então por que ele diria a Deus em seus salmos (essas são as palavras exatas de Davi)

 

Salmos 55:15 A morte os assalte; Desçam eles vivos ao inferno, pois a maldade está nas suas moradas e no meio deles.

 

Ele declara ainda:

 

Salmos 58:6 Quebra-lhes os dentes com a boca, ó Deus! Quebre as presas dos jovens leões, ó SENHOR!

 

Essas palavras são uma revelação clara de que o coração de Davi está dominado pela dor da traição e da rebelião. Não podemos negar nossa construção humana. No meio da batalha, é fácil esquecer que o Senhor é o Vingador dos justos. Temos que suportar o choro em nosso “período noturno” para experimentar a alegria e a misericórdia do novo dia.

 

A solução de Davi para seus problemas é encontrada no Salmo 61

 

Salmos 61:1 Ouve o meu clamor, ó Deus; atende à minha oração. 2 Do fim da terra eu clamarei a ti, quando o meu coração estiver oprimido; guia-me para a rocha que é mais alta do que eu. 3 Pois tu tens sido um abrigo para mim, e uma torre forte contra o inimigo. 4 Eu habitarei no teu tabernáculo para sempre; eu confiarei no esconderijo das tuas asas. Selá. 5 Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; tu me deste a herança daqueles que temem o teu nome. 6 Tu prolongarás a vida do rei, e os seus anos como os de muitas gerações.

 

Quando nossos corações estão sobrecarregados, precisamos buscar ajuda de um reino superior.

 

Davi está clamando ao seu Deus, seu Vingador.

 

Davi depositou sua confiança no fato de que Deus observa todas as coisas, especialmente aquelas que dizem respeito ao Seu povo da aliança. Davi está pedindo a Deus que o leve a tocar um nível que está além do nível mais alto neste mundo natural. Como rei, Davi tem todos os recursos humanos, materiais e financeiros à sua disposição, mas nenhum de seus vastos recursos pode ajudá-lo a se curar de seu trauma emocional.

 

Quando estivermos exaustos de tentar todas as fontes naturais de alívio, é hora de alcançar a Rocha, Cristo Jesus, para trazer estabilidade à nossa situação.

 

Infelizmente, muitos crentes estão medindo o sucesso e o progresso usando a balança deste mundo; eles atribuem grande valor a suas carruagens, cavalos, suas moradias majestosas, sua prata e ouro e outros bens materiais e tangíveis.

 

Como rei, nenhuma dessas coisas trouxe descanso ou paz a Davi.

 

Esta pandemia fez com que alguns dos líderes das nações mais ricas deste mundo se ajoelhassem diante de um Deus Todo-Poderoso em oração.

 

Salmos 62:1 Verdadeiramente a minha alma espera em Deus; dele vem a minha salvação. 2 Somente ele é a minha rocha e a minha salvação; ele é a minha defesa, eu não serei grandemente abalado. 3 Por quanto tempo vós imaginareis dano contra um homem? Sereis mortos todos vós, sereis como um muro encurvado, e como uma cerca cambaleante. 4 Eles somente consultam para rebaixá-lo da sua excelência; deleitam-se em mentiras, eles abençoam com a sua boca, mas amaldiçoam interiormente. Selá. 5 Minha alma, espera somente em Deus, pois a minha esperança é vinda dele 6 Somente ele é a minha rocha e a minha salvação; ele é a minha defesa; eu não serei abalado.

 

Agora, vamos olhar para o apóstolo Paulo. Paulo sofreu muita perseguição em seu ministério. Paulo fala sobre um espinho na carne, um mensageiro de satanás, que foi permitido pelo Senhor para esbofeteá-lo e testá-lo. O espinho é um substituto, procurador e um mensageiro de satanás que é implantado na vida e esfera de Paulo para ajudá-lo a lidar com a tentação da exaltação própria e do orgulho. A revelação de um céu aberto é confiada aos humildes. Esta não foi uma missão secreta do mensageiro de Satanás; como Jó, ele foi autorizado por Deus a lançar um ataque a todos os bens de Jó com precisão cirúrgica, sua família e também sua saúde.

 

2 Coríntios 12: 7 E para que eu não fosse exaltado acima da medida pela abundância das revelações, um espinho na carne foi dado a mim, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, para que eu não fosse exaltado acima da medida. 8 A respeito disso, roguei três vezes ao Senhor para que me afastasse. 9 E Ele me disse: “Minha graça te basta, porque Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, com muito prazer, antes me gloriarei em minhas enfermidades, para que o poder de Cristo repouse sobre mim. 10 Portanto, sinto prazer nas enfermidades, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Pois quando estou fraco, então sou forte.

 

Deus realizou milagres notáveis por meio do ministério de Paulo. Mesmo assim, Deus se recusaria a remover o espinho de Paulo. Ele orou três vezes ao Senhor.

 

O Senhor confortou Paulo com estas palavras:

 

“Minha graça te basta, porque Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”

 

Paulo escreve a seu amado filho Timóteo informando-o sobre os muitos irmãos que o abandonaram e ele fala sobre Alexandre, o latoeiro, que lhe fez muito mal. Ele instruiu Timóteo a não acusar suas transgressões; que o Senhor os julgará (como Davi).

 

O propósito da reclamação de Paulo não é enfocar em suas decepções, mas mostrar a seu filho espiritual a capacidade gloriosa do Senhor Jesus de libertá-lo.

 

MAS O SENHOR FICOU COMIGO E ME FORTALECEU

 

2 Timóteo 4: 17 Mas o Senhor ficou comigo e me fortaleceu, para que a mensagem fosse pregada por meu intermédio, e todos os gentios a ouvissem. Também fui libertado da boca do leão. 18 E o Senhor me livrará de toda obra má e me preservará para Seu reino celestial. A Ele seja a glória para todo o sempre. Amém!

 

Quando experimentamos o desapontamento pelo fracasso de todas as nossas fontes naturais de ajuda, é o Senhor que estará conosco e nos fortalecerá e libertará. Amém.

Read Full Post »

NO ONE KNOWS THE COST

Psalms 95:7 For He is our God, And we are the people of His pasture, And the sheep of His hand. Today, if you will hear His voice: 8 “Do not harden your hearts, as in the rebellion, As in the day of trial in the wilderness,

I pray that we would allow entrance to the Word of God; that we would allow the process of piercing that divides soul from spirit, joints from marrow, with the full understanding that there is no creature that is hidden from His sight, but all things are naked and open to the eyes of Him to whom we must give account.

This is how I grew spiritually over the past 21 years that I was connected to the apostolic; I sat under some of the most provocative, abrasive, intimidatory, piercing messages that a believer could listen to –

These messages ministered to my various challenges, they helped to shape and form my mentality; the Holy Spirit began to position my thoughts towards the Reformation of, firstly our personal lives, and then the ministry.

Similarly, if you are listening to me today or reading my notes, allow His Word to do its work. It may pierce your heart, yet God is working with us for our spiritual development.

Last week we dealt with the Counsel of Ahithophel and its massive collateral damage to the oneness vision that David had for the kingdom.

Abimelech and Sarah

Genesis 20:2 Now Abraham said of Sarah his wife, “She is my sister.” And Abimelech king of Gerar sent and took Sarah. 3 But God came to Abimelech in a dream by night, and said to him, “Indeed you are a dead man because of the woman whom you have taken, for she is a man’s wife.”

Abraham and Abimelech should be both grateful to God for His Divine intervention. In the words of God, if Abimelech touched Sarah, he would have been a “dead man” because Abraham and Sarah were central to the future plans of God in the creation of His family. The life of Abraham was loaded with prophetic promises and blessings for the whole earth.

However Abraham, considered a friend of God, was quite comfortable with the idea of sacrificing his wife and marriage for his personal safety and self preservation.

Genesis 20:10 Then Abimelech said to Abraham, “What did you have in view, that you have done this thing?” 11 And Abraham said, “Because I thought, surely the fear of God is not in this place; and they will kill me on account of my wife.

Keeping the aforegoing in mind, let us examine the three responses and consequences to the betrayal by the ten concubines. We will search the mind of David, the mind of God and the mind of Christ.

1. THE MIND OF DAVID

2 Samuel 20:3 Now David came to his house at Jerusalem. And the king took the ten women, his concubines whom he had left to keep the house, and put them in seclusion and supported them, but did not go in to them. So they were shut up to the day of their death, living in widowhood.

If you are struggling with this present lockdown, spare a thought for these ten concubines. David places the ten concubines in a permanent state of lockdown. David is comfortable with decreeing a judgement of total isolation for violating covenant. He would provide board and lodging with total loss of affection or any personal engagement.

Some of you may think that David may have overacted in his response. It may have been considered to be extremely harsh. After all, the Bible does declare that David has a heart after God. This decision would be extremely unpopular in this present time.

So let us go and check out the heart of God.

2. THE MIND OF GOD THE FATHER

God is speaking about His beloved people through His prophet Hosea. God is addressing spiritual adultery.

Hosea 2:2 “Bring charges against your mother, bring charges; For she is not My wife, nor am I her Husband! Let her put away her harlotries from her sight, And her adulteries from between her breasts; 3 Lest I strip her naked And expose her, as in the day she was born, And make her like a wilderness, And set her like a dry land, And slay her with thirst. 4 “I will not have mercy on her children, For they are the children of harlotry. 5 For their mother has played the harlot; She who conceived them has behaved shamefully. For she said, ‘I will go after my lovers, Who give me my bread and my water, My wool and my linen, My oil and my drink.’6 “Therefore, behold, I will hedge up your way with thorns, And wall her in, So that she cannot find her paths. 7 She will chase her lovers, But not overtake them; Yes, she will seek them, but not find them. Then she will say, I will go and return to my first husband, For then it was better for me than now.’ 8 For she did not know That I gave her grain, new wine, and oil, And multiplied her silver and gold— Which they prepared for Baal. 9 “Therefore I will return and take away My grain in its time And My new wine in its season, And will take back My wool and My linen, Given to cover her nakedness. 10 Now I will uncover her lewdness in the sight of her lovers, And no one shall deliver her from My hand. 11 I will also cause all her mirth to cease, Her feast days, Her New Moons, Her Sabbaths— All her appointed feasts. 12 “And I will destroy her vines and her fig trees, Of which she has said, “These are my wages that my lovers have given me.’ So I will make them a forest, And the beasts of the field shall eat them. 13 I will punish her For the days of the Baals to which she burned incense. She decked herself with her earrings and jewelry, And went after her lovers; But Me she forgot,” says the LORD.

Shortly after these prophetic utterances, God sent His people who played the harlot into exile. God did exactly what David did. He hedged His people so that they could not find their lovers. They would ultimately return to their first love.

A great number of the people who went into exile, died in Babylon. There is a high price to pay for betraying covenant.

3. THE MIND OF CHRIST

We will examine two sinful women this morning. The first woman is the woman who was caught in the act of adultery and the people were ready to stone her to death in accordance with the law of Moses.

Jesus did not condone or support the sin of the woman.

All Jesus did was disqualify those who were ready to stone her to death.

His extraordinary Divine insight into the heart of the deceitful, hypocritical, stronghold of religion, released extraordinary grace to one who was condemned to die at the hands of a religious mob.

THE WOMAN WITH THE ALABASTER BOX

Luke 7:36 Then one of the Pharisees asked Him to eat with him. And He went to the Pharisee’s house, and sat down to eat. 37 And behold, a woman in the city who was a sinner, when she knew that Jesus sat at the table in the Pharisee’s house, brought an alabaster flask of fragrant oil, 38 and stood at His feet behind Him weeping; and she began to wash His feet with her tears, and wiped them with the hair of her head; and she kissed His feet and anointed them with the fragrant oil.

Here is her accuser :

Luke 7:39 Now when the Pharisee who had invited Him saw this, he spoke to himself, saying, “This Man, if He were a prophet, would know who and what manner of woman this is who is touching Him, for she is a sinner.”

• This woman Mary is standing proxy for every sinner out there

• She is standing proxy for every one of the ten concubines

• She is standing proxy for Absalom

• Yes, she is even standing proxy for David

It is amazing to note the increasing number of believers who expect forgiveness without repentance. They carry a strong spirit of entitlement to forgiveness without repentance. No individual is above the Word of the Lord.

Mary demonstrated the spirit of repentance and reverence for the One who is able to forgive our sins. The Rock that is Higher than ourselves.

She did not quote scriptures to Jesus.

In fact there is no record of her saying anything.

She simply expressed her sacrificial worship of the One who would silence the voice of the Pharisees who hosted the gathering. She exposed the heart of the Pharisees who were intent on “testing” Jesus, rather than receiving Him in the house as the One sent by God, honoring Him as Mary did with tears that came from the depths of her soul; breaking her alabaster box and anointing the feet of the Lord. Jesus teaches in His sermon on the mount :

Matthew 5:20 For I say to you, that unless your righteousness exceeds the righteousness of the scribes and Pharisees, you will by no means enter the kingdom of heaven.

We have been blessed with this song “Alabaster Box” by Cece Winans. Let us spend a few moments waiting in His Presence and allow the Holy Spirit to minister to us. Blessings and great grace to all.

Link for song

LYRICS FOR “ALABASTER BOX”

The room grew still As she made her way to Jesus
She stumbled through the tears That make her blind She felt such pain Some spoke in anger
Heard folks whisper There’s no place here for her kind
Still on she came
Through the shame that flushed her face
Until at last she knelt before his feet
And though she spoke no words
Everything she said was heard
As she poured her love for the master
From her box of Alabaster
And I’ve come to pour My praise on Him like oil
From Mary’s Alabaster Box
Don’t be angry if I wash His feet with my tears
And I dry them with my hair
You weren’t there the night He found me
You did not feel what I felt
When He wrapped His loving arms around me
And you don’t know the cost
Of the oil in my Alabaster box
I can’t forget the way life used to be
I was a prisoner to the sin that had me bound
And I spent my days Poured my life without measure Into a little treasure box I thought I found
Until the day when Jesus came to me
And healed my soul with the wonder of His touch
So now I’m giving back to Him
All the praise He’s worthy of
I’ve been forgiven and that’s why
I love Him so much
And I’ve come to pour
My praise on Him like oil
From Mary’s Alabaster Box
Don’t be angry if I wash His feet with my tears
And I dry them with my hair
You weren’t there the night He found me
You did not feel what I felt
When He wrapped His loving arms around me
And you don’t know the cost
Of the oil in my Alabaster box

NINGUÉM SABE O CUSTO

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

 

Salmos 95:7-8

7 Porque ele é o nosso Deus, e nós o povo do seu pasto, e as ovelhas das suas mãos.  Hoje, se vocês ouvirem a Sua voz: 8 “Não endureçais os vossos corações, como na rebelião, como no dia da prova no deserto,

 

Oro para que permitamos a entrada na Palavra de Deus;  que permitiríamos o processo de perfuração que separa a alma do espírito, as juntas da medula, com a plena compreensão de que não há criatura que esteja oculta aos Seus olhos, mas todas as coisas estão nuas e abertas aos olhos dAquele a quem devemos  dar conta.

 

Foi assim que cresci espiritualmente nos últimos 21 anos em que estive conectado ao apostolado;  Sentei-me sob algumas das mensagens mais provocativas, abrasivas, intimidatórias e penetrantes que um crente poderia ouvir.

 

Essas mensagens ministraram aos meus vários desafios, ajudaram a moldar e formar minha mentalidade;  o Espírito Santo começou a posicionar meus pensamentos em direção à Reforma, primeiro de nossas vidas pessoais e depois do ministério.

 

Da mesma forma, se você está me ouvindo hoje ou lendo minhas anotações, permita que Sua Palavra faça seu trabalho.  Pode perfurar seu coração, mas Deus está trabalhando conosco para o nosso desenvolvimento espiritual.

 

Na semana passada, lidamos com o Conselho de Aitofel e seu enorme dano colateral à visão de unidade que Davi tinha para o reino.

 

Abimeleque e Sara

 

Gênesis 20:2-3

2 Ora, Abraão disse de Sara, sua esposa: “Ela é minha irmã”.  E Abimeleque, rei de Gerar, mandou trazer a Sara.  3 Mas Deus veio a Abimeleque em sonho, durante a noite, e disse-lhe: “Certamente tu és um homem morto por causa da mulher que tomaste, porque ela é mulher de um homem”.

 

Abraão e Abimeleque deveriam ser gratos a Deus por Sua intervenção divina.  Nas palavras de Deus, se Abimeleque tocasse Sara, ele teria sido um “homem morto” porque Abraão e Sara eram fundamentais para os planos futuros de Deus na criação de Sua família.  A vida de Abraão foi carregada de promessas proféticas e bênçãos para toda a Terra.

 

No entanto, Abraão, considerado um amigo de Deus, ficou bastante confortável com a ideia de sacrificar sua esposa e casamento para sua segurança pessoal e autopreservação.

 

Gênesis 20:10-11

10 Então Abimeleque disse a Abraão: “O que você tinha em vista para fazer isso?”  11 E Abraão disse: “Porque eu pensei, certamente o temor de Deus não está neste lugar;  e eles vão me matar por causa de minha esposa.

 

Tendo em mente o que precede, examinemos as três reações e consequências à traição das dez concubinas.  Vamos examinar a mente de Davi, a mente de Deus e a mente de Cristo.

 

1. A MENTE DE DAVI

 

2 Samuel 20:3

3 Davi voltou para sua casa em Jerusalém.  E o rei tomou as dez mulheres, suas concubinas, que ele tinha deixado para cuidar da casa, e as colocou em reclusão e as amparou, mas não entrou com elas.  Assim, eles foram fechados até o dia de sua morte, vivendo em viuvez.

 

Se você está lutando com esse bloqueio atual, pense duas vezes nessas dez concubinas.  Davi coloca as dez concubinas em um estado permanente de bloqueio.  Davi se sente confortável em decretar um julgamento de isolamento total por violar o pacto.  Ele forneceria alimentação e alojamento com perda total de afeto ou qualquer compromisso pessoal.

 

Alguns de vocês podem pensar que Davi pode ter exagerado em sua resposta.  Pode ter sido considerado extremamente severo.  Afinal, a Bíblia declara que Davi tem um coração segundo Deus.  Esta decisão seria extremamente impopular nos dias de hoje.

 

Portanto, vamos verificar o coração de Deus.

 

2. A MENTE DE DEUS O PAI

 

Deus está falando sobre Seu povo amado por meio de Seu profeta Oséias.  Deus está se referindo ao adultério espiritual.

 

Oséias 2:2-13

2 “Apresente acusações contra sua mãe, apresente acusações;  Pois ela não é minha esposa, nem eu sou seu marido!  Afaste de sua vista as prostituições, e os adultérios entre os seios;  3 para que eu não a deixe nua e a exponha, como no dia em que nasceu, e a faça como um deserto, e a torne como uma terra seca, e a mate com sede.  4 “Não terei misericórdia de seus filhos, pois são filhos da prostituição.  5 Pois sua mãe se prostituiu;  Aquela que os concebeu se comportou de maneira vergonhosa.  Pois ela disse: ‘Irei atrás dos meus amantes, que me dão o meu pão e a minha água, a minha lã e a minha linho, o meu óleo e a minha bebida.’ 6 “Portanto, eis que te fecharei com espinhos, E  bloqueie-a, Para que ela não possa encontrar seus caminhos.  7 Ela perseguirá seus amantes, mas não os alcançará;  Sim, ela os procurará, mas não os encontrará.  Então ela dirá: Eu irei e voltarei para meu primeiro marido, porque então era melhor para mim do que agora. ‘8 Porque ela não sabia que eu lhe dei grão, vinho novo e azeite, e multipliquei sua prata e ouro  – Que prepararam para Baal.  9 “Portanto, voltarei e levarei o meu grão a seu tempo, e o meu vinho novo a seu tempo, e levarei de volta a minha lã e o meu linho, dados para cobrir a sua nudez.  10 Agora descobrirei a sua perversidade aos olhos de seus amantes, e ninguém a livrará da minha mão.  11 Também farei cessar toda a sua alegria, Seus dias de festa, Suas luas novas, seus sábados – Todas as suas festas designadas.  12 “E eu destruirei suas vinhas e suas figueiras, das quais ela disse:“ Este é o meu salário que meus amantes me deram. ‘Então eu farei para eles uma floresta, E os animais do campo os comerão.  13 Eu a castigarei pelos dias dos Baalins, aos quais ela queimava incenso.  Ela se adornou com seus brincos e joias, E foi atrás de seus amantes;  Mas ela se esqueceu de mim ”, diz o SENHOR.

 

Pouco depois dessas declarações proféticas, Deus enviou Seu povo que se prostituía para o exílio.  Deus fez exatamente o que Davi fez.  Ele cercou Seu povo para que eles não pudessem encontrar seus amantes.  Eles acabariam por retornar ao seu primeiro amor.

 

Um grande número de pessoas que foram para o exílio morreu na Babilônia.  Há um alto preço a pagar por trair um pacto.

 

3. A MENTE DE CRISTO 

 

Vamos examinar duas mulheres pecaminosas esta manhã. A primeira mulher é a mulher que foi pega no ato de adultério e as pessoas estavam prontas para a endurecer até a morte de acordo com a lei de Moisés. Jesus não tolera nem apoiou o pecado da mulher. Tudo o que Jesus fez foi desqualificou aqueles que estavam prontos para a endurecer até a morte. Sua extraordinária percepção divina sobre o coração da religião enganosa, hipócrita e fortaleza, libertou graça extraordinária para alguém que estava condenado a morrer nas mãos de uma multidão religiosa.

 

A MULHER COM O FRASCO DE ALABASTRO

 

Lucas 7:36-38

36 Então um dos fariseus pediu-lhe para comer com ele. E ele foi para a casa do fariseu e sentou-se para comer. 37 E eis que uma mulher na cidade que era pecadora, quando sabia que Jesus sentou à mesa na casa do fariseu, trouxe um frasco de óleo de óleo perfumado, 38 e ficou a pé atrás dele, chorando; e ela começou a lavar os pés com as lágrimas e as enxugou com o cabelo da cabeça; E ela beijou os pés e ungiu-os com o óleo perfumado. 

 

Aqui está o seu acusador: 

 

Lucas 7:39 Agora, quando o fariseu que o convidara viu isso, ele falou consigo mesmo, dizendo: “Esse homem, se ele fosse um profeta, saberia quem e que é um pecador. 

 

• Esta mulher Maria é a representação para cada pecador lá fora 

 

• Ela é a representação para cada uma das dez concubinas relatam

 

• Ela é a representação de Absalão 

 

• Sim, ela é a representação de Davi

 

É incrível notar o número crescente de Eles carregam um forte espírito de direito ao perdão sem arrependimento. Nenhum indivíduo está acima da palavra do Senhor. 

 

Maria demonstrou o espírito de arrependimento e reverência por aquele que é capaz de perdoar nossos pecados. A rocha que é maior do que nós mesmos. 

 

Ela não citou as Escrituras para Jesus. 

 

Na verdade, não há registro dela dizendo nada. 

 

Ela simplesmente expressou sua adoração sacrificial daquele que silenciaria a voz dos fariseus que hospedou a reunião. Ela expôs o coração dos fariseus que estavam intentados em “testar” Jesus, em vez de recebê-lo na casa como um enviado por Deus, honrá-lo quando Maria fez com lágrimas que vieram das profundezas de sua alma; quebrando sua caixa de alabastro e ungando os pés do Senhor. Jesus ensina em seu sermão no Monte: 

 

Mateus 5:20

20 Porque eu digo a você, a menos que a sua justiça exceda a justiça dos escribas e fariseus, você não entrará de forma alguma o reino dos céus. 

 

Nós fomos abençoados com essa música “Frasco de Alabastro” por Cece Winans. Vamos passar alguns momentos esperando em sua presença e permitimos que o Espírito Santo ministrado a nós. Bênçãos e grande graça para todos. 

 

Link da música

 

 

Letras em Português de “Frasco de Alabastro” 

 

A sala foi ficando vazia

Conforme ela foi caminhando para Jesus

Ela tropeçava nas lágrimas que a cegavam

Ela sentia tanta dor

Alguns falavam com raiva

Ouvia as pessoas falarem

Não há lugar aqui para o seu tipo

Ainda assim ela foi

Através da vergonha que cobria seu rosto

Até que, finalmente, ela se ajoelhou a seus pés

E embora ela não tenha dito nenhuma palavra

Tudo que ela disse foi ouvido (por ele)

Conforme ela derramava seu amor pelo o mestre

Do seu vaso de alabastro

 

E eu vim para derramar

O meu louvor à ele, como o óleo

Do vaso de alabastro de Maria

Não fique zangado se eu lavar seus pés com minhas lágrimas

E seca-los com meus cabelos

Você não estava lá na noite que Jesus me encontrou

Você não sentiu o que eu senti

Quando ele me envolveu em seus braços amorosos

E você não sabe quanto vale o óleo

Do meu vaso de alabastro

Eu não posso esquecer

O modo de vida que eu levava

Eu era uma prisioneira

Do pecado que me escravizava

Passei meus dias

Desperdiçando minha vida, sem controle

Em um pequeno tesouro

Que eu pensei que tinha encontrado

Até o dia que Jesus veio à mim

E curou minha alma

Com o seu maravilhoso amor

Então agora, eu estou dando de volta à ele

Todo o louvor de que ele é digno

Eu fui perdoada

E é por isso

Eu o amo tanto

E eu vim para derramar

O meu louvor à ele, como o óleo

Do vaso de alabastro de Maria

Não fique zangado se eu lavar seus pés com minhas lágrimas

E secar com meu cabelo

Você não estava lá na noite que Jesus me encontrou

Você não sentiu o que eu senti

Quando ele me envolveu em seus braços amorosos

E você não sabe quanto vale o óleo

Você não sabe quanto vale minha oração

Você não sabe quanto vale o óleo

Do meu vaso de alabastro

Read Full Post »

The Counsel of Ahithophel

This pandemic is not only affecting the health and economy of people, but also their faith and covenant with the holy scriptures.

There is a battle between those who are holding fast to the demand and the promises of the scriptures and those who have succumbed to counsel that is strategically formulated in the human intellect to achieve desired outcomes.

I have entitled my short exhortation “ The Counsel of Ahithophel”

This morning we will study the counsel of Atithophel given to Absalom after the revolt that caused David to flee from Jerusalem

We will take a closer look at the man Atithophel, a former strategist, advisor and counselor to David.

Ahithophel

He was the highly respected counselor to David. He served David with great distinction and he was renowned for his wisdom.

2 Samuel 16:23 Now the advice of Ahithophel, which he gave in those days, was as if one had inquired at the oracle of God. So was all the advice of Ahithophel both with David and with Absalom.

As outstanding as the wisdom of Atithophel was, this wisdom flowed from a natural, uniquely endowed fountain. Although he was a brilliant military strategist, all his plans were formulated in his human intellect. It is easy for an observer to believe that he he heard the voice of God; the scriptures say that his utterances were “as if one had inquired at the oracle of God”

2 Samuel 15:12 Then Absalom sent for Ahithophel the Gilonite, David’s counselor, from his city—from Giloh—while he offered sacrifices. And the conspiracy grew strong, for the people with Absalom continually increased in number.

The solicitation of Ahithophel was a significant victory for Absalom because he believed his father’s strength was in a gift, skill or talent. David’s strength is in the Name of the Lord. Although many believers know this, few believe it.

2 Samuel 15:31 Then someone told David, saying, “Ahithophel is among the conspirators with Absalom.” And David said, “O Lord, I pray, turn the counsel of Ahithophel into foolishness!”

When David received news of the defection of Ahithophel, the Bible says “David said”

It does not say that David called an assembly of his leaders to discuss the this new development; nor did David separate himself to pray.

The scriptures say “David said” to the Lord as part of that conversation. These are the little comments that ought to get our attention

In the course of a conversation, David, a man after God’s own heart, was able to influence God to cause the people to reject the counsel of Ahithophel; to turn the wisdom of Ahithophel’s counsel to foolishness.

It almost defies belief that the Lord will hear the request of David and respond immediately.

2 Samuel 17:23 Now when Ahithophel saw that his advice was not followed, he saddled a donkey, and arose and went home to his house, to his city. Then he put his household in order, and hanged himself, and died; and he was buried in his father’s tomb.

Immediately after David requested the help of the Lord, he would encounter Hushai who would prove to be a valuable resource to David. He became David’s eyes and ears in the sphere of Absalom and Ahithophel.

Let us carefully examine the counsel of Ahithophel….

2 Samuel 16:20 Then Absalom said to Ahithophel, “Give advice as to what we should do.” 21 And Ahithophel said to Absalom, “Go in to your father’s concubines, whom he has left to keep the house; and all Israel will hear that you are abhorred by your father. Then the hands of all who are with you will be strong.” 22 So they pitched a tent for Absalom on the top of the house, and Absalom went in to his father’s concubines in the sight of all Israel.

The objective of the counsel of Ahithophel was to discredit and dishonor David in the sight of all the people. Any counsel or strategy that violates the Word of God or promotes lawlessness, chaos and anarchy must be vociferously rejected as evil and wicked and is hostile to the emergence of a Godly culture.

Ahithophel was very comfortable in giving counsel that violated the Word of God. He must have known the Law concerning this evil counsel.

Leviticus 20:11 The man who lies with his father’s wife has uncovered his father’s nakedness; both of them shall surely be put to death. Their blood shall be upon them.

Individuals like Atithophel focus on achieving the objective of a wicked Absalom administration , irrespective of whether it agrees with the Word or not. This administration is single minded and focused on the dismantling and destroying the rule and governance of David.

He knew that this act of wickedness will ensure the death blow to the relationship between a father and his son. This act would erode the dignity and honor of David’s office and present him as a weak leader who is unable to rule over his ten concubines. The objective of the counsel of Ahithophel is to irreparably alienate David from his ten concubines.

Their relationship would be irreconcilable

The damage caused is not only in the physical act of defiling his father’s bed; while Absalom is with the concubines he is spreading a false narrative concerning his father, doing what Absalom does best; turning the hearts of the concubines from the heart of their beloved David.

Whilst the believers of the early church were going from house to house breaking bread, praising God and enjoying communal fellowship and having favor with all the people, Absalom was going from house to house, concubine to concubine, desecrating the honor, integrity and credibility of David.

If a lie is spoken and transmitted by a sufficient number of surrogates and minions, it will eventually be accepted as the truth. A psychological term for this is “gaslighting

This definition has been extracted from Wikipedia.

Gaslighting is a form of psychological manipulation in which a person or a group covertly sows seeds of doubt in a targeted individual or group, making them question their own memory, perception, or judgment, often evoking in them, cognitive dissonance and other changes including low self-esteem. Using denial, misdirection, contradiction, and misinformation, gaslighting involves attempts to destabilize the victim and delegitimize the victim’s beliefs. Instances can range from the denial by an abuser that previous abusive incidents occurred, to belittling the victim’s emotions and feelings, to the staging of bizarre events by the abuser with the intention of disorienting the victim.

Imagine this, with all the issues that David had to contend with, with all his challenges, his failures, God remained faithful to His Word, concerning the emergence of Christ from this particular lineage.

God could have changed his mind at any time.

Yet He shows us His Faithfulness to His Word spoken through His prophet Isaiah.

Isaiah 11:1 There shall come forth a Rod from the stem of Jesse,

And a Branch shall grow out of his roots.

We need to be strong and expectant; as soon as we confront the challenges, we have no doubt that we will see the Christ emerge from our midst.

Tradução portuguesa

(traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

O Conselho de Aitofel

 

Essa pandemia não está afetando apenas a saúde e a economia das pessoas, mas também sua fé e aliança com as sagradas escrituras.

 

Há uma batalha entre aqueles que estão se apegando às exigências e promessas das escrituras e aqueles que sucumbiram ao conselho estrategicamente formulado no intelecto humano para alcançar os resultados desejados.

 

Eu intitulei minha breve exortação “O Conselho de Aitofel”

 

Esta manhã estudaremos o conselho de Atitofel dado a Absalão após a revolta que fez Davi fugir de Jerusalém.

 

Veremos mais de perto o homem Aitofel, ex-estrategista, conselheiro e conselheiro de Davi.

 

Aitofel

 

Ele era o conselheiro altamente respeitado de Davi. Ele serviu a Davi com grande distinção e era conhecido por sua sabedoria.

 

2 Samuel 16

23 E o conselho de Aitofel, o qual ele aconselhava naqueles dias, era como se um homem tivesse consultado um oráculo de Deus; assim era todo o conselho de Aitofel, tanto para Davi, como para Absalão. 

 

Por mais notável que fosse a sabedoria de Aitofel, essa sabedoria fluiu de uma fonte natural e exclusivamente dotada. Embora ele fosse um estrategista militar brilhante, todos os seus planos foram formulados em seu intelecto humano. É fácil para um observador acreditar que ouviu a voz de Deus; as escrituras dizem que suas declarações foram “como se alguém perguntasse ao oráculo de Deus”

 

2 Samuel 15

12 E Absalão enviou a Aitofel, o gilonita, o conselheiro de Davi, da sua cidade de Giló, enquanto ele oferecia sacrifícios. E a conspiração foi forte; porque o povo aumentava continuamente com Absalão.

 

A solicitação de Aitofel foi uma vitória significativa para Absalão, porque ele acreditava que a força de seu pai estava em um dom, habilidade ou talento. A força de Davi está no Nome do Senhor. Embora muitos crentes saibam disso, poucos acreditam.

 

 

2 Samuel 15

31 E contaram a Davi, dizendo: Aitofel está entre os conspiradores de Absalão. E Davi disse: Ó SENHOR, rogo-te, torna em loucura o conselho de Aitofel. 

 

Quando Davi recebeu a notícia da deserção de Aitofel, a Bíblia diz “Davi disse”

 

Não quer dizer que Davi convocou uma assembleia de seus líderes para discutir este novo desenvolvimento; nem Davi se separou para orar.

 

As escrituras dizem “Davi disse” ao Senhor como parte dessa conversa. Esses são os pequenos comentários que devem chamar nossa atenção

 

No decorrer de uma conversa, Davi, um homem segundo o coração de Deus, foi capaz de influenciar Deus para fazer com que o povo rejeitasse o conselho de Aitofel; para transformar a sabedoria do conselho de Aitofel em tolice.

 

É quase impossível acreditar que o Senhor ouvirá o pedido de Davi e responderá imediatamente.

 

2 Samuel 17

23 E quando Aitofel viu que o seu conselho não fora seguido, ele selou o seu jumento, e se levantou, e o levou para a sua casa, para a sua cidade, e pôs a sua casa em ordem, e se enforcou, e morreu, e foi enterrado no sepulcro do seu pai. 

 

Imediatamente após Davi ter pedido a ajuda do Senhor, ele encontraria Husai, que provaria ser um recurso valioso para Davi. Ele se tornou os olhos e ouvidos de Davi na esfera de Absalão e Aitofel.

 

Vamos examinar cuidadosamente o conselho de Aitofel….

 

2 Samuel 16

20 Então disse Absalão a Aitofel: Dá conselho entre vós sobre o que faremos.  21 E Aitofel disse a Absalão: Entra às concubinas do teu pai, as quais ele deixou para cuidar da casa; e todo o Israel ouvirá que tu és odioso ao teu pai; então, as mãos de todos os que estão contigo serão fortes.  22 Assim, eles armaram uma tenda para Absalão no topo da casa; e Absalão entrou às concubinas do seu pai à vista de todo o Israel. 

O objetivo do conselho de Aitofel era desacreditar e desonrar Davi aos olhos de todo o povo. Qualquer conselho ou estratégia que viole a Palavra de Deus ou promova a ilegalidade, o caos e a anarquia deve ser veementemente rejeitado como mau e perverso e é hostil ao surgimento de uma cultura piedosa.

 

Aitofel sentia-se muito confortável em dar conselhos que violavam a Palavra de Deus. Ele deve ter conhecido a Lei a respeito desse mau conselho

Levítico 20

11 E o homem que se deitar com a mulher de seu pai descobriu a nudez de seu pai; ambos, certamente, serão postos à morte; o seu sangue será sobre eles.

 

Indivíduos como Aitofel se concentram em alcançar o objetivo de uma administração perversa de Absalão, independentemente de concordar ou não com a Palavra. Esta administração está focada em desmantelar e destruir o governo e governo de Davi.

 

Ele sabia que esse ato de maldade garantirá o golpe mortal no relacionamento entre pai e filho. Este ato corroeria a dignidade e a honra do cargo de Davi e o apresentaria como um líder fraco, incapaz de governar suas dez concubinas. O objetivo do conselho de Aitofel é afastar Davi irreparavelmente de suas dez concubinas.

 

O relacionamento deles seria irreconciliável

 

O dano causado não está apenas no ato físico de contaminar a cama de seu pai; enquanto Absalão está com as concubinas, ele espalha uma falsa narrativa a respeito de seu pai, fazendo o que Absalão faz de melhor; transformando o coração das concubinas do coração de seu amado Davi.

 

Enquanto os cristãos da igreja primitiva iam de casa em casa partindo o pão, louvando a Deus e desfrutando da comunhão e tendo o favor de todas as pessoas, Absalão ia de casa em casa, de concubina em concubina, profanando a honra, integridade e credibilidade de Davi.

 

Se uma mentira for falada e transmitida por um número suficiente de substitutos e lacaios, ela será eventualmente aceita como verdade. Um termo psicológico para isso é “Gaslighting”(iluminação a gás).

 

Esta definição foi extraída da Wikipedia.

 

Gaslighting é uma forma de manipulação psicológica em que uma pessoa ou um grupo secretamente semeia sementes de dúvida em um indivíduo ou grupo alvo, fazendo-os questionar sua própria memória, percepção ou julgamento, muitas vezes evocando neles dissonância cognitiva e outras mudanças, incluindo baixo autoestima. Usando a negação, a direção errada, a contradição e a desinformação, a iluminação a gás envolve tentativas de desestabilizar a vítima e deslegitimar as crenças da vítima. As instâncias podem variar desde a negação por um agressor de que ocorreram incidentes abusivos anteriores, a depreciação das emoções e sentimentos da vítima, até a encenação de eventos bizarros pelo agressor com a intenção de desorientar a vítima.

 

Imagine isso, com todas as questões que Davi teve que enfrentar, com todos os seus desafios, seus fracassos, Deus permaneceu fiel à Sua Palavra, a respeito do surgimento de Cristo desta linhagem em particular.

 

Deus poderia ter mudado de ideia a qualquer momento.

Mesmo assim, Ele nos mostra sua fidelidade à palavra falada por meio de Seu profeta Isaías.

 

Isaías 11

1 E sairá um ramo do tronco de Jessé, e um Renovo se brotará das raízes dele.

 

Precisamos ser fortes e expectantes; assim que enfrentarmos os desafios, não temos dúvidas de que veremos o Cristo emergir de nosso meio.

Read Full Post »

My comments are largely directed to the local church as well as those ministries and friends who relate to us.

Those outside my sphere often may misinterpret some of my comments. Last week I said that God did not speak through third parties concerning Job. This must be understood within the context of my message concerning Job. God did not speak to Job through his three friends. These are the exact words of God :

Job 42:7 And so it was, after the Lord had spoken these words to Job, that the Lord said to Eliphaz the Temanite, “My wrath is aroused against you and your two friends, for you have not spoken of Me what is right, as My servant Job has.

We all know that God can speak through any human vessel that He chooses; God would also express Himself through the trusted and faithful donkey of Balaam. God had to empower and enable this humble animal to remind its master of its life of faithfulness. God can use any resource.

Numbers 22:28 Then the Lord opened the mouth of the donkey, and she said to Balaam, “What have I done to you, that you have struck me these three times?” 29 And Balaam said to the donkey, “Because you have abused me. I wish there were a sword in my hand, for now I would kill you!” 30 So the donkey said to Balaam, “Am I not your donkey on which you have ridden, ever since I became yours, to this day? Was I ever disposed to do this to you?” And he said, “No.” 31 Then the Lord opened Balaam’s eyes, and he saw the Angel of the Lord standing in the way with His drawn sword in His hand; and he bowed his head and fell flat on his face.

But this truth remains, God did not speak through Job’s three friends.

In this lesson, we will talk about the responsibility of believers to cause spiritual truths and principles (Divine intelligence) to be manifested on the earth.

We do not experience dominion when we recite the truths; we experience dominion when we do them; men and women in our sphere, saved or unsaved, become eyewitnesses to the power of the Living Word; they witness the amazing intelligence and wisdom of our God manifested through the sons of God who transform into a present day sign and wonder, revealing the Glory of our God.

We must be careful that we do not “freeze” in a spiritual mode, and are unable to reboot in order to descend to the earth to make that truth visible.

Let us use these simple scriptures as an example.

John 6:28 Then they said to Him, “What shall we do, that we may work the works of God?” 29 Jesus answered and said to them, “This is the work of God, that you believe in Him whom He sent.”

Greek Word for “work”

érgon; to work. Work, performance, the result or object of employment, making or working. Labor, business, employment, something to be done; of the work which Jesus was sent to fulfill on earth érga, the works. The work of the Father which He gave Christ to do

Greek Word for “sent”

apostéllō; to send, in that apostéllō is to send forth on a certain mission such as to preach (Mark 3:14; Luke 9:2); speak (Luke 1:19); bless (Acts 3:26); rule, redeem, propitiate (Acts 7:35; 1 John 4:10); save (1 John 4:14). The expression that Jesus was sent by God (John 3:34) denotes the mission which He had to fulfill and the authority which backed Him. The importance of this mission is denoted by the fact that God sent His own Son. In the NT, to send forth from one place to another, to send upon some business or employment

(Greek definitions extracted from CWSB Dictionary)

Jesus knows firsthand that the greatest challenge facing those who are sent by God is gaining acceptance as One coming from God. Unbelief is the greatest barrier to entry to the One who is sent by the Father. Man measures everything by his worldly and traditional standards. The world has its own expectation of what a man of God should be like. The emissaries that the Lord would send would defy every human and traditional expectation of society.

Consider Elijah for a moment.

Consider the manner in which he would speak to Elisha, the One who has been handpicked and chosen by God to be a successor to Elijah. Elijah speaks to Elisha with great irreverence.

1 Kings 19:20 And he left the oxen and ran after Elijah, and said, “Please let me kiss my father and my mother, and then I will follow you.” And he said to him, “Go back again, for what have I done to you?”

It is hard work to believe in the One sent by God.

Examine Jesus’ conversation with the Samaritan woman. Jesus had asked her for a drink. Instead of complying to a simple request, she engaged Jesus concerning the existing discrimination between Samaritans and Jews. She was unable to discern the gift of God, the One sent by God to break down this middle wall of divisiveness.

John 4:10 Jesus answered and said to her, “If you knew the gift of God, and who it is who says to you, ‘Give Me a drink,’ you would have asked Him, and He would have given you living water.”

The apostolic company in Jerusalem also “sent” out apostles to Antioch.

Acts 15:22 Then it pleased the apostles and elders, with the whole church, to send chosen men of their own company to Antioch with Paul and Barnabas, namely, Judas who was also named Barsabas, and Silas, leading men among the brethren. 23 They wrote this, letter by them: The apostles, the elders, and the brethren, To the brethren who are of the Gentiles in Antioch, Syria, and Cilicia: Greetings. 24 Since we have heard that some who went out from us have troubled you with words, unsettling your souls, saying, “You must be circumcised and keep the law”—to whom we gave no such commandment— 25 it seemed good to us, being assembled with one accord, to send chosen men to you with our beloved Barnabas and Paul, 26 men who have risked their lives for the name of our Lord Jesus Christ.

When a congregation despises the One sent by God to them, that congregation despises the choices of God.

It is not our prerogative to question who God sends. It is important that we do not despise the One sent by God if we are to receive the grace that he carries.

This is a safety warning by God to His people. We must not take this lightly.

Exodus 23:20 “Behold, I send an Angel before you to keep you in the way and to bring you into the place which I have prepared. 21 Beware of Him and obey His voice; do not provoke Him, for He will not pardon your transgressions; for My name is in Him. 22 But if you indeed obey His voice and do all that I speak, then I will be an enemy to your enemies and an adversary to your adversaries.

Hebrew Word for “angel”

mal’āḵ: A masculine noun meaning a messenger, an angel. The term often denotes one sent on business or diplomacy by another (human) personage. Jacob sent messengers on ahead to his brother Esau in the hope of finding favor in his eyes

(Extracted from CWSB Dictionary)

There is an angel, a messenger, the One sent by God to keep us in the way.

This Divine protection is afforded to all sent ones and messengers, not only a select few. The “malak” carries the Name and seal of the Father.

As we discussed recently the household of Chloe is not the standard that our family is building. This chaotic environment must not be allowed to become the new normal. It is not the good intentions of Apollos and Cephas that is objectionable, but it is the outcome of their activities that produced strife and contention.

David understood this clearly …. he understood Saul to be a legitimate leader anointed as the king. The integrity of David did not allow him to touch Saul or the anointing, or to kill him when he had a great opportunity.

David, a man after God’s own heart, recognized the One sent by God

The Lord addressed Moses, Miriam and Aaron

Numbers 12:6 Then He said, “Hear now My words: If there is a prophet among you, I, the LORD, make Myself known to him in a vision; I speak to him in a dream. 7 Not so with My servant Moses; He is faithful in all My house. 8 I speak with him face to face, Even plainly, and not in dark sayings; And he sees the form of the LORD. Why then were you not afraid to speak against My servant Moses?”

The Lord is a strong defender of those whom He sends. Much of our frustration is a direct result of our rejection of the One sent by the Lord into our lives.

TRADUÇÃO PORTUGUESA

(Translated by Rafael Nogueira Rezende)

O ENVIADO POR DEUS

 

Meus comentários são amplamente aplicáveis à igreja local, bem como aos ministérios e amigos que se relacionam conosco.

 

Aqueles fora da minha esfera podem interpretar mal alguns dos meus comentários. Na semana passada eu disse que Deus não falou por meio de terceiros sobre Jó. Isso deve ser entendido dentro do contexto de minha mensagem a respeito de Jó. Deus não falou com Jó por meio de seus três amigos. Estas são as palavras exatas de Deus:

 

Jó 42

7 E assim foi que, depois do SENHOR ter falado estas palavras a Jó, o SENHOR disse a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti, e contra os teus dois amigos, porque não falastes de mim aquilo que é certo, como o meu servo Jó.

 

Todos nós sabemos que Deus pode falar por meio de qualquer vaso humano que Ele escolher; Deus também se expressaria por meio da jumenta confiável e fiel de Balaão. Deus teve que capacitar e habilitar este animal humilde para lembrar seu mestre de sua vida de fidelidade. Deus pode usar qualquer recurso.

 

Números 22

31 E o SENHOR abriu a boca da jumenta, e ela disse a Balaão: O que eu te fiz, que me feriste estas três vezes? 29 E Balaão disse à jumenta: Porque zombaste de mim; quisera eu ter uma espada na mão, porque agora te mataria. 30 E a jumenta disse a Balaão: Não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo em que me tornei tua até hoje? Alguma vez fiz isso contigo? E ele disse: Não. 31 Então, o SENHOR abriu os olhos de Balaão, e ele viu o anjo do SENHOR em pé no caminho, com a sua espada desembainhada na mão; e ele inclinou a cabeça e caiu sobre a sua face.

 

Mas esta verdade permanece, Deus não falou por meio dos três amigos de Jó.

 

Nesta lição, falaremos sobre a responsabilidade dos crentes em fazer com que verdades e princípios espirituais (inteligência divina) sejam manifestados na terra.

 

Não experimentamos domínio quando recitamos as verdades; experimentamos domínio quando os fazemos; homens e mulheres em nossa esfera, salvos ou não, tornam-se testemunhas oculares do poder da Palavra Viva; testemunham a espantosa inteligência e sabedoria do nosso Deus manifestada através dos filhos de Deus que se transformam em sinal e maravilha dos dias atuais, revelando a Glória do nosso Deus.

 

Devemos ter cuidado para não “congelar” em um modo espiritual e não sermos capazes de reiniciar para descer à terra e tornar essa verdade visível.

 

Vamos usar essas escrituras simples como exemplo.

 

João 6

28 Então, lhe disseram: O que devemos fazer, para realizar as obras de Deus? 29 Jesus respondeu e disse-lhes: Esta é a obra de Deus: que creiais naquele que ele enviou.

 

 

Palavra grega para “trabalho”

 

érgon; trabalhar. Trabalho, desempenho, resultado ou objeto de emprego, fabricação ou trabalho. Trabalho, negócios, emprego, algo a ser feito; da obra que Jesus foi enviado para cumprir na terra érga, as obras. A obra do Pai que Ele deu Cristo para fazer.

 

Palavra grega para “enviado”

 

apostéllō; enviar, em que apostéllō é enviar em uma determinada missão, como pregar (Marcos 3:14; Lucas 9: 2); falar (Lucas 1:19); abençoar (Atos 3:26); governar, redimir, propiciar (Atos 7:35; 1 João 4:10); salvar (1 João 4:14). A expressão de que Jesus foi enviado por Deus (João 3:34) denota a missão que Ele tinha que cumprir e a autoridade que O apoiou. A importância desta missão é denotada pelo fato de que Deus enviou Seu próprio Filho. Enviar de um lugar para outro, para enviar algum negócio ou emprego.

 

(Definições gregas extraídas do dicionário CWSB)

 

Jesus sabe em primeira mão que o maior desafio enfrentado por aqueles que são enviados por Deus é ser aceito como Alguém que vem de Deus. A descrença é a maior barreira para entrar Aquele que é enviado pelo pai. O homem mede tudo por seus padrões mundanos e tradicionais. O mundo tem sua própria expectativa de como um homem de Deus deveria ser. Os emissários que o Senhor enviaria desafiariam todas as expectativas humanas e tradicionais da sociedade.

 

Considere Elias por um momento.

 

Considere a maneira como ele falaria com Eliseu, Aquele que foi escolhido a dedo e escolhido por Deus para ser o sucessor de Elias. Elias fala com Eliseu com grande irreverência.

 

1 Reis 19

20 E ele deixou os bois, e correu atrás de Elias, e disse: Rogo-te que me deixes beijar o meu pai e a minha mãe, e depois eu te seguirei. E disse-lhe: Volta novamente; porquanto o que tenho feito a ti?

 

E Elias disse a Eliseu: “Volta novamente; porquanto o que tenho feito a ti?”

 

É difícil acreditar naquele enviado de Deus.

 

Examine a conversa de Jesus com a mulher samaritana. Jesus pediu-lhe uma bebida. Em vez de atender a um simples pedido, ela comentou com Jesus sobre a discriminação existente entre samaritanos e judeus. Ela foi incapaz de discernir o dom de Deus, Aquele enviado por Deus para quebrar a parede do meio da divisão.

 

João 4

10 Jesus respondeu e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.

 

A companhia apostólica em Jerusalém também “enviou” apóstolos a Antioquia.

 

Atos 15

26 Então, agradou aos apóstolos e aos anciãos, com toda a igreja, enviar homens escolhidos de seu próprio grupo a Antioquia com Paulo e Barnabé, a saber: Judas, chamado Barsabás, e Silas, principais homens entre os irmãos;  23 e escreveram cartas, por intermédio deles, sobre este assunto: Os apóstolos, e os anciãos, e os irmãos, enviam saudação aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, Síria, e Cilícia; 24 portanto, ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, aos quais nós não damos tal mandamento; 25 pareceu-nos bem, reunidos em concordância, enviar-lhes homens escolhidos com os nossos amados Barnabé e Paulo, 26 homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Quando uma congregação despreza Aquele que foi enviado por Deus a ela, essa congregação despreza o próprio Deus. Não é nossa prerrogativa questionar quem Deus envia. É importante que não desprezemos Aquele que foi enviado por Deus, se quisermos receber a graça que está nele.

 

Profetas são enviados por Deus para tornar conhecidos Seus pensamentos a respeito de Seu povo amado.

 

Isaías 6

8 Também eu ouvi a voz do Senhor, dizendo: Quem irei eu enviar, e quem irá por nós? Então disse eu: Aqui estou eu, envia-me.

 

Este é um aviso de segurança de Deus para Seu povo. Não devemos levar isso levianamente.

 

Êxodo 23

20 Eis que envio um Anjo adiante de ti, para que te guarde no caminho e te conduza ao lugar que te tenho preparado. 21 Guarda-te diante dele, e obedece à sua voz; não o provoques, pois ele não perdoará as vossas transgressões, porque o meu nome está nele. 22 Mas se realmente obedeceres à sua voz, e fizeres tudo que eu disser, então serei um inimigo dos teus inimigos, e um adversário dos teus adversários.

 

Palavra hebraica para “anjo”

 

mal’āḵ; Um substantivo masculino que significa um mensageiro, um anjo. O termo frequentemente denota alguém enviado a negócios ou diplomacia por outro personagem (humano). Jacó enviou mensageiros à frente para seu irmão Esaú na esperança de encontrar graça em seus olhos

 

(Extraído do Dicionário CWSB)

 

Há um anjo, um mensageiro, aquele enviado por Deus para nos manter no caminho.

 

Esta proteção Divina é concedida a todos os enviados e mensageiros, não apenas a alguns selecionados. O “malak” carrega o nome e o selo do pai.

 

Como discutimos recentemente, a casa de Cloe não é o padrão que nossa família está construindo. Este ambiente caótico não deve se tornar o novo normal. Não são as boas intenções de Apolo e Cefas que são questionáveis, mas é o resultado de suas atividades que produziu conflito e contendas.

 

Davi entendeu isso claramente…. ele entendeu que Saul era um líder legítimo ungido como rei. A integridade de Davi não permitiu que ele tocasse em Saul ou na unção, ou o matasse quando tivesse uma grande oportunidade.

Davi, um homem segundo o coração de Deus, reconheceu Aquele enviado por Deus

 

O Senhor se dirigiu a Moisés, Miriã e Aarão

 

Números 12

6 E ele disse: Ouvi agora as minhas palavras; se houver entre vós um profeta, eu, o SENHOR, me darei a conhecer a ele em uma visão, e falarei com ele em um sonho. 7 Não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa. 8 Com ele falo boca a boca, e de maneira clara, e não por palavras obscuras; e ele vê a semelhança do SENHOR; então, por que não tivestes medo de falar contra o meu servo Moisés?

 

O Senhor é um forte defensor daqueles que Ele envia. Grande parte de nossa frustração é resultado direto de nossa rejeição daquele enviado pelo Senhor a nossas vidas.

Read Full Post »

As sons of God, who are made in His own image, we are called to represent God.

Genesis 1:27

27 So God created man in His own image; in the image of God He created him; male and female He created them.

The account of Job brings into sharp focus our real human limitations concerning our ability to represent God

We will not be able to represent His omnipotence, His omniscience, His omnipresence.

God rebuked Job for darkening the counsel of God and bringing the immaculate deity of God into disrepute. God had to address Job concerning His omnipotence from the whirlwind.

Man has constructed some of the great wonders of the world ……

The Great Wall of China, Great Pyramid of Giza, Egypt, Taj Mahal in India

Christ The Redeemer Statue in Brazil, the Colosseum in Italy and Machu Pichu in Peru are some of the wonders of the creative ability of human beings.

Jesus would remind us that not even Solomon’s wisdom and natural intelligence can compare with the creative ability of God. Nature reveals His Majesty, His Splendor, His great craftsmanship, His excellence.

Matthew 6:28-29

“Consider the lilies of the field, how they grow: they neither toil nor spin; 29 and yet I say to you that even Solomon in all his glory was not arrayed like one of these.

Job was regarded as blameless and upright, who feared God and shunned evil; and this was God’s evaluation of Job. God confidently told satan that there was no one like Job in the earth. Yet we find that there were discrepancies in his representation of God when his faith was tested; it is the grace of God that enables us to be faithful, it is the Lord’s doing. We ought not to boast about our faithfulness.

There are real limitations to our ability to represent God. God clearly sets apart His omnipotence to Job.

Job 38:1-11

1 Then the LORD answered Job out of the whirlwind, and said:

2 “Who is this who darkens counsel by words without knowledge?

3 Now prepare yourself like a man; I will question you, and you shall answer Me.

4 “Where were you when I laid the foundations of the earth?

Tell Me, if you have understanding. 5 Who determined its measurements? Surely you know! Or who stretched the line upon it? 6 To what were its foundations fastened? Or who laid its cornerstone, 7 When the morning stars sang together, And all the sons of God shouted for joy? 8 “Or who shut in the sea with doors, When it burst forth and issued from the womb; 9 When I made the clouds its garment, And thick darkness its swaddling band; 10 When I fixed My limit for it, And set bars and doors; 11 When I said, ‘This far you may come, but no farther, And here your proud waves must stop!’

God is reminding Job about the chronicles of creation

Genesis 1:1

1 In the beginning God created the heavens and the earth.

2 The earth was without form, and void; and darkness was on the face of the deep. And the Spirit of God was hovering over the face of the waters.

3 Then God said, “Let there be light”; and there was light.

What God is asking Job is this : Are you able to do all this?

God is informing the high mindedness of Job – I did all this.

Where were you, Job, when I did all this?

God clearly sets Himself apart from Man – and installs Himself as God of all creation.

This position also applies to sons of men in their ability to represent their biological and spiritual fathers. There would always exist a discrepancy in their representation. This reveals the reality that our Maker has made us fearfully and wonderfully and this uniqueness contributes to the diversity of graces in our gathering. When we understand this, we will lose our desire to clone or replicate ourselves in others. Our legacy should focus on building a Word culture and a passion to represent Christ to the best of our ability, by the grace of Jesus Christ, our Lord. As long as we reside in a human frame, there will always be discrepancies. We thank God for Christ Jesus, our Mediator, whose love covers all our discrepancies.

1 Timothy 2:5-6

5 For there is one God and one Mediator between God and men, the Man Christ Jesus, 6 who gave Himself a ransom for all, to be testified in due time,

Job also discovered that although he perceived himself to be righteous, he could not exactly represent the righteousness of God.

When Job’s righteousness came under fire, the filthy rags are exposed.

THE WORDS OF JOB DO NOT REFLECT THE RIGHTEOUSNESS OF GOD

Job 3:11

11 “Why did I not die at birth? Why did I not perish when I came from the womb?

Job 3:23-26

23 Why is light given to a man whose way is hidden,

And whom God has hedged in?

24 For my sighing comes before I eat,

And my groanings pour out like water.

25 For the thing I greatly feared has come upon me,

And what I dreaded has happened to me.

26 I am not at ease, nor am I quiet;

I have no rest, for trouble comes.”

Although Job was blameless and upright, feared God and shunned evil, his words despised his birth and it reflects great regret.

Our righteousness comes from knowing Christ. Christ is our righteousness and our peace. This is the gift of God’s righteousness that is imputed to believers.

Job’s righteousness represented his personal code of righteousness or self righteousness. It will disintegrate when it is exposed to extreme heat and testing

GOD EVALUATES THE VARIOUS WORDS UTTERED BY JOB’S THREE FRIENDS AND ALSO THE WORDS OF JOB HIMSELF

Job 42:7

7 And so it was, after the LORD had spoken these words to Job, that the LORD said to Eliphaz the Temanite, “My wrath is aroused against you and your two friends, for you have not spoken of Me what is right, as My servant Job has.

GOD SEPARATES TRUTH FROM FALSEHOOD

The Lord said to Eliphaz the Temanite, “My wrath is aroused against you and your two friends, for you have not spoken of Me what is right, as My servant Job has.

False representation of the counsel of God to Job in his place of distress was made by his three friends, and the counsel was declared false by God.

Both Eliphaz and Bildad, made this false assumption, according to God.

They misrepresented the heart and mind of God in their counsel to Job. We need to be constantly conscious of our words to those in distress in times of various afflictions. The heavens are noting our words

Job 4:7-9

7 “Remember now, who ever perished being innocent?

Or where were the upright ever cut off?

8 Even as I have seen, Those who plow iniquity And sow trouble reap the same.

9 By the blast of God they perish,

And by the breath of His anger they are consumed.

This demonstrates a misrepresentation of the mind of God.

Zophar asks Job to repent. This is a common, typical response from most believers. If we are going through great affliction then we must have sinned. Although these may be true in many cases, it is not always true as we see in the case of Job. Job was God’s preferred candidate in God’s challenge to satan.

Job 11:13-15

13 “If you would prepare your heart, and stretch out your hands toward Him;

14 If iniquity were in your hand, and you put it far away, and would not let wickedness dwell in your tents;

15 Then surely you could lift up your face without spot; Yes, you could be steadfast, and not fear;

Your heart is not right. How many times have we received this typically “brilliant” counsel by well intentioned friends or members of our family?

God reveals that Job, in his final statements, after His eyes have been open to see Him, has declared that which was right. We must pursue this revelation, because it has been determined by God to be correct.

Job 42:1-6

1 Then Job answered the Lord and said:

2 “I know that You can do everything, And that no purpose of Yours can be withheld from You.

3 You asked, ‘Who is this who hides counsel without knowledge?’

Therefore I have uttered what I did not understand,

Things too wonderful for me, which I did not know.

4 Listen, please, and let me speak;

You said, ‘I will question you, and you shall answer Me.’

5 “I have heard of You by the hearing of the ear, But now my eye sees You.

6 Therefore I abhor myself, And repent in dust and ashes.”

What a great joy it is for our eyes to behold the Lord and hear Him speak directly to you.

5 “I have heard of You by the hearing of the ear, But now my eye sees You.

Those who spoke into the life of Job failed to represent the mind of God concerning his situation in a time of distress. Although Job was upright, blameless, feared God, shunned evil, he did all this without an encounter with Him; but now his entire perspective has changed. Job declared that he was unaware of the wonderful things that God had prepared for those who love Him and keep His commands.

Job declares that he uttered that which he did not know.

At the end of the account of Job we are able to get clarity on true representation.

It would be profitable to all believers to factor this statement of truth into our relationship with an Omnipotent God.

Job 42:2

“I know that You can do everything, And that no purpose of Yours can be withheld from You.

When our eyes have seen the King and heard Him – it is time to repent and abhor ourselves; until that moment, the culture of misrepresentation will continue.

LIMITAÇÕES NA REPRESENTAÇÃO

 

(Traduzido por Rafael Nogueira)

Como filhos de Deus, que são criados à Sua própria imagem, somos chamados a representar Deus.

 

Gênesis 1:27

 

Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

 

O relato de Jó coloca em foco as nossas limitações humanas reais em relação à nossa capacidade de representar Deus

 

Não seremos capazes de representar Sua onipotência, Sua onisciência, Sua onipresença.

 

Deus repreendeu Jó por obscurecer o conselho de Deus e colocar em descrédito a imaculada divindade de Deus.  Deus teve que se dirigir a Jó sobre Sua onipotência desde o redemoinho.

 

O homem construiu algumas das grandes maravilhas do mundo …

 

A Grande Muralha da China, Grande Pirâmide de Gizé, Egito, Taj Mahal na Índia

 

Cristo Redentor no Brasil, Coliseu na Itália e Machu Pichu no Peru são algumas das maravilhas da capacidade criativa dos seres humanos.

 

Jesus nos lembraria que nem mesmo a sabedoria e a inteligência natural de Salomão se comparam à capacidade criativa de Deus.  A natureza revela Sua Majestade, Seu Esplendor, Sua grande habilidade, Sua Excelência.

 

Mateus 6: 28-29

 

“Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles.

Jó era considerado inocente e reto, que temia a Deus e evitava o mal;  e essa foi a avaliação de Deus sobre Jó.  Deus disse a Satanás com confiança que não havia ninguém como Jó na terra.  No entanto, descobrimos que havia discrepâncias em sua representação de Deus quando sua fé foi testada;  é a graça de Deus que nos permite ser fiéis, é o que o Senhor faz.  Não devemos nos gabar de nossa fidelidade.

 

Existem limitações reais à nossa capacidade de representar Deus.  Deus claramente separa Sua onipotência para Jó.

 

Jó 38: 1-11

Então o Senhor respondeu a Jó do meio da tempestade. Disse ele:

“Quem é esse que obscurece o meu conselho com palavras sem conhecimento?

Prepare-se como simples homem; vou fazer-lhe perguntas, e você me  responderá. “Onde você estava quando lancei os alicerces da terra? Responda-me, se é que você sabe tanto. Quem marcou os limites das suas dimensões? Vai ver que você sabe! E quem estendeu sobre ela a linha de medir? E as suas bases, sobre o que foram postas? E quem colocou sua pedra de esquina, enquanto as estrelas matutinas juntas cantavam e todos os anjos se regozijavam? “Quem represou o mar pondo-lhe portas, quando ele irrompeu do ventre materno, quando o vesti de nuvens e em densas trevas o envolvi,

quando fixei os seus limites e lhe coloquei portas e barreiras, quando eu lhe disse: Até aqui você pode vir, além deste ponto não, aqui faço parar suas ondas orgulhosas?

 

Deus está lembrando Jó sobre as crônicas da criação

 

Gênesis 1:1-3

No princípio Deus criou os céus e a terra. Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Disse Deus: “Haja luz”, e houve luz.

 

O que Deus está pedindo a Jó é o seguinte: Você é capaz de fazer tudo isso?

 

Deus está informando a mente elevada de Jó – eu fiz tudo isso.

 

Onde você estava, Jó, quando fiz tudo isso?

 

Deus se distingue claramente do homem – e se instala como Deus de toda a criação.

 

Esta posição também se aplica a filhos de homens em sua capacidade de representar seus pais biológicos e espirituais. Sempre haveria uma discrepância em sua representação.  Isso revela a realidade que nosso Criador nos fez com medo e de maneira maravilhosa e essa singularidade contribui para a diversidade de graças em nosso encontro.  Quando entendermos isso, perderemos nosso desejo de clonar ou nos replicar nos outros.  Nosso legado deve se concentrar na construção de uma cultura da Palavra e uma paixão para representar Cristo da melhor maneira possível, pela graça de Jesus Cristo, nosso Senhor.  Enquanto residirmos em uma estrutura humana, sempre haverá discrepâncias.  Agradecemos a Deus por Cristo Jesus, nosso Mediador, cujo amor cobre todas as nossas discrepâncias.

 

1 Timóteo 2:5-6

Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo.

 

Jó também descobriu que, embora se considerasse justo, não podia representar exatamente a justiça de Deus.

 

Quando a justiça de Jó foi atacada, os trapos imundos são expostos.

 

AS PALAVRAS DE JÓ NÃO REFLETEM A JUSTIÇA DE DEUS

 

Jó 3:11

 “Por que não morri ao nascer, e não pereci quando saí do ventre?

Jó 3:23-26

Por que se dá vida àquele cujo caminho é oculto, e a quem Deus fechou as saídas? Pois me vêm suspiros em vez de comida; meus gemidos transbordam como água. O que eu temia veio sobre mim; o que eu receava me aconteceu. Não tenho paz, nem tranqüilidade, nem descanso; somente inquietação”.

 

Não tenho descanso, pois vem o problema.

 

Embora Jó fosse irrepreensível e honesto, temia a Deus e evitava o mal, suas palavras desprezavam seu nascimento e isso reflete um grande arrependimento.

 

Nossa justiça vem do conhecimento de Cristo. Cristo é nossa justiça e nossa paz.  Este é o presente da justiça de Deus que é imputado aos crentes.

 

A justiça de Jó representava seu código pessoal de justiça ou justiça própria.  Ele se desintegra quando exposto a calor e testes extremos

 

Deus avalia as várias palavras proferidas pelos três amigos de Jó e também as palavras do próprio Jó

 

DEUS AVALIA AS VÁRIAS PALAVRAS PROFERIDAS PELOS TRÊS AMIGOS DE JÓ E TAMBÉM AS PALAVRAS DE JÓ

 

Jó 42: 7

 

Depois que o Senhor disse essas palavras a Jó, disse também ao Elifaz, de Temã: “Estou indignado com você e com os seus dois amigos, pois vocês não falaram o que é certo a meu respeito, como fez meu servo Jó.

 

DEUS SEPARA A VERDADE DA FALSIDADE

 

O Senhor disse a Elifaz, o temanita: “Minha ira é despertada contra você e seus dois amigos, pois você não falou de mim o que é certo, como meu servo Jó.

 

A representação falsa do conselho de Deus a Jó em seu lugar de angústia foi feita por seus três amigos, e o conselho foi declarado falso por Deus.

 

Tanto Elifaz quanto Bildade fizeram essa suposição falsa, segundo Deus.

 

Eles deturparam o coração e a mente de Deus em seus conselhos a Jó.  Precisamos estar constantemente conscientes de nossas palavras para aqueles que sofrem em tempos de várias aflições.  Os céus estão notando nossas palavras

 

Jó 4:7-9

 

“Reflita agora: Qual foi o inocente que chegou a perecer? Onde foi que os íntegros sofreram destruição? Pelo que tenho observado, quem cultiva o mal e semeia maldade, isso também colherá. Pelo sopro de Deus são destruídos; pelo vento de sua ira eles perecem.

 

Isso demonstra uma deturpação da mente de Deus.

 

Zofar pede que Jó se arrependa.  Essa é uma resposta comum e típica da maioria dos crentes.  Se estamos passando por grandes aflições, devemos ter pecado.  Embora isso possa ser verdade em muitos casos, nem sempre é verdade como vemos no caso de Jó.  Jó era o candidato preferido de Deus no desafio de Deus a Satanás.

 

Jó 11:13-15

“Contudo, se você lhe consagrar o coração, e estender as mãos para ele;

se afastar das suas mãos o pecado, e não permitir que a maldade habite em sua tenda, então você levantará o rosto sem envergonhar-se; serás firme e destemido.

Seu coração não está certo. Quantas vezes recebemos esse conselho tipicamente “brilhante” de amigos bem-intencionados ou membros de nossa família?

 

Deus revela que Jó, em suas declarações finais, depois que Seus olhos se abriram para vê-Lo, declarou aquilo que estava certo.  Devemos buscar essa revelação, porque foi determinada por Deus como correta.

 

Jó 42:1-6

Então Jó respondeu ao Senhor: “Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Tu perguntaste: ‘Quem é esse que obscurece o meu conselho sem conhecimento? ’ Certo é que falei de coisas que eu não entendia, coisas tão maravilhosas que eu não poderia saber. “Tu disseste: ‘Agora escute, e eu falarei; vou fazer-lhe perguntas, e você me responderá’. Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram. Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza”.

Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram.

 

Aqueles que falaram sobre a vida de Jó falharam em representar a mente de Deus a respeito de sua situação em um momento de angústia.  Embora Jó fosse íntegro, irrepreensível, temesse a Deus, evitasse o mal, ele fez tudo isso sem encontrar com Ele;  mas agora toda a sua perspectiva mudou.  Jó declarou que não tinha conhecimento das coisas maravilhosas que Deus havia preparado para aqueles que O amam e cumprem Seus mandamentos.

 

Jó declara que proferiu aquilo que não sabia.

 

No final do relato de Jó, somos capazes de obter clareza sobre a verdadeira representação.

 

Seria proveitoso para todos os crentes fatorar essa declaração de verdade em nosso relacionamento com um Deus Onipotente.

 

Jó 42: 2

 

“Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

Quando nossos olhos virem o rei e O ouvir – é hora de nos arrepender e nos abominar;  até esse momento, a cultura da deturpação continuará.

Read Full Post »

I would like to continue with my teaching on Governance in the Kingdom

We must at the outset, dismiss the notion that governance is somehow validated by the number of people who follow you. This is the “Pied Piper of Hamelin” model that the world uses. If we are mesmerized by the tune the piper plays, we just follow.

Kingdom governance, more especially within an apostolic/prophetic paradigm, is not validated by the number of people that follow you, but rather the strength of the covenant that the people would have with the Word of God; to their leader and their commitment to reflect the nature and image of Christ their Lord.

If we use the secular model, then Paul would have been considered to be a failure; at the end of his ministry he was only able to call Timothy his like minded son.

Jesus would have been considered a failure because the 5000 who followed Him abandoned Him when He called upon them to enter into a covenant with Him. Jesus understood the importance of building covenantal relationships.

All the prophets would have been called a failure, because Israel paid no attention to their words most of the time. Samuel would have been called a failure because the people did not listen to him.

In today’s lesson on Governance, we will do a case study.

The pivotal scripture that we would use in our quest for oneness, is :

Deuteronomy 6:4 “Hear, O Israel: The Lord our God, the Lord is one! 5 You shall love the Lord your God with all your heart, with all your soul, and with all your strength.

This scripture must become the standard to evaluate oneness at all levels. Firstly in our homes, then in our local church, then in the greater family of God and ultimately the Body of Christ

Oneness is not going to happen magically or mystically in the Body of Christ. The culture and pursuit oof oneness has to be carefully cultivated from ground zero – our home; that which is perfected in our domestic abode can be carried into the local household of faith.

Our case study today examines Paul’s leadership challenge concerning the household of Chloe in the city of Corinth.

Paul was zealous concerning the Laws of God. Deuteronomy 6:4 would have been enshrined in his heart and in his mind, as this would have been central to his upbringing as a fervent, ultra religious Pharisee.

Acts 23:6 But when Paul perceived that one part were Sadducees and the other Pharisees, he cried out in the council, “Men and brethren, I am a Pharisee, the son of a Pharisee; concerning the hope and resurrection of the dead I am being judged!”

Paul had received troubling reports concerning serious contentions and a four way fragmentation in the household of Chloe. We can safely use the household of Chloe as a symbol of a household of faith.

Even as leaders would from time to time engage believers from other households, we must discern the level of maturity of the people of that particular household.

Paul was passionate about oneness. He implored the believers to be ONE in the city of Corinth.

1 Corinthians 1:10 Now I plead with you, brethren, by the name of our Lord Jesus Christ, that you all speak the same thing, and that there be no divisions among you, but that you be perfectly joined together in the same mind and in the same judgment.

If we read the whole account with discernment, it becomes increasingly clear as we read along, to note that Paul was stirred by the spirit of God; he was clearly broken in his spirit.

1 Corinthians 1:11-13

11 For it has been declared to me concerning you, my brethren, by those of Chloe’s household, that there are contentions among you. 12 Now I say this, that each of you says, “I am of Paul,” or “I am of Apollos,” or “I am of Cephas,” or “I am of Christ.” 13 Is Christ divided? Was Paul crucified for you? Or were you baptized in the name of Paul?

As God’s fellow worker, Paul addresses the spirit of contention in this household of faith; that somehow the people in the household of Chloe have grouped themselves according to the dominant emphases of the various apostles who engaged them.

Paul does not object to the believers in the household of Chloe to being exposed to the graces of Apollos and Cephas (Peter); this is not the issue, and we should not attempt to make it that and distract the believer.

1 Corinthians 3:10-11

10 According to the grace of God which was given to me, as a wise master builder I have laid the foundation, and another builds on it. But let each one take heed how he builds on it. 11 For no other foundation can anyone lay than that which is laid, which is Jesus Christ.

EACH ONE MUST TAKE HEED HOW HE BUILDS

Whoever is involved in helping to build the household of Chloe must commit to strengthening her house. Chloe represents the one sent by God to this congregation. Her house should not become a habitat for envy, strife and contention. Leaders must build responsibly and with a sense of a heightened awareness of engaging another man’s field.

For servants of God are God’s fellow workers; we work alongside God; the people are God’s field ; God’s building.

Rulers are not a terror to good works.

For us to understand the details of Paul’s observations, we have to examine his comments flowing from these opening statements. Governance demands leaders to address lapses in doctrine.

FIRST OBSERVATION – BAPTISM

1 Corinthians 1:14-17

14 I thank God that I baptized none of you except Crispus and Gaius, 15 lest anyone should say that I had baptized in my own name. 16 Yes, I also baptized the household of Stephanas. Besides, I do not know whether I baptized any other. 17 For Christ did not send me to baptize, but to preach the gospel, not with wisdom of words, lest the cross of Christ should be made of no effect.

It would appear that one of the leaders who the household of Chloe, created the perception that the number of people baptized was more important than the preaching of the gospel; that it was more important than the teaching of the Word of God.

This may have been Apollos – as we know, his understanding was limited to the baptism of John until Priscilla and Áquila counseled with him.

If this matters like these go unchecked, we will open the door to strife and contention and ultimately fragmentation. If these issues are not resolved, the household of Chloe will become “ungovernable”.

Paul straightened this issue out. He declared that his priority is not baptism, it is to make the gospel known. We are not discrediting the ordinance of baptism in water, we are merely pointing out our priority. It was John himself who declared the impending arrival of the One who will baptize believers in the Holy Spirit and Fire!

Matthew 3:11 I indeed baptize you with water unto repentance, but He who is coming after me is mightier than I, whose sandals I am not worthy to carry. He will baptize you with the Holy Spirit and fire.

We must heed how we build in this season.

SECOND OBSERVATION –

Christ the Power and Wisdom of God

1 Corinthians 1:18-20

18 For the message of the cross is foolishness to those who are perishing, but to us who are being saved it is the power of God. 19 For it is written:

“I will destroy the wisdom of the wise,

And bring to nothing the understanding of the prudent.”

20 Where is the wise? Where is the scribe? Where is the disputer of this age? Has not God made foolish the wisdom of this world?

Why is Paul dealing with this? Someone must have spoken about those in the household who may have been struggling with certain weaknesses and they may have been ostracized by those attempted to use logic and reason to understand and make sense of our supernatural salvation and redemption from all our transgressions.

The death of Jesus on the Cross dealt with the issue of our salvation and redemption

Although we are saved spiritually, Paul says that there is the matter of practically “being saved” as we die daily to the things of this world. This practical process is enabled by the message of the Cross; as Paul explains it is the power of God to those who carry the Cross daily.

Paul is rebuking those in the household of Chloe who project their worldly wisdom to be more powerful than the power of God. Remember Paul is addressing a Greek principality (Wisdom of the world)

Like I said throughout my presentation on Governance – our protocols for governance are gleaned from the Word of God.

THIRD OBSERVATION – GOD HAS CHOSEN THE FOOLISH THINGS OF THE WORLD

1 Corinthians 1:27-31

27 But God has chosen the foolish things of the world to put to shame the wise, and God has chosen the weak things of the world to put to shame the things which are mighty; 28 and the base things of the world and the things which are despised God has chosen, and the things which are not, to bring to nothing the things that are, 29 that no flesh should glory in His presence. 30 But of Him you are in Christ Jesus, who became for us wisdom from God—and righteousness and sanctification and redemption— 31 that, as it is written, “He who glories, let him glory in the LORD.”

Like I said, there may have been believers in the house of Chloe who despised and looked down on those that they perceived to be foolish, weak, despised and base.

God always looks in this direction because He knows that these very vessels are configured to give Him the Glory.

Like the lame man who they laid daily at the gate of the Temple called Beautiful to beg for alms; after his interaction with Peter and John and after his supernatural deliverance, he began giving God all the honor and praise.

Acts 3;8 So he, leaping up, stood and walked and entered the temple with them—walking, leaping, and praising God. 9 And all the people saw him walking and praising God.

GOVERNANÇA – A CASA DE CLOE

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

 

Gostaria de continuar meus ensinamentos sobre Governança no Reino

 

Devemos, desde o início, rejeitar a noção de que a governança é de alguma forma validada pelo número de pessoas que seguem você. Este é o modelo “Flautista de Hamelin” que o mundo usa. Se estamos hipnotizados pela melodia que o flautista toca, apenas seguimos.

 

A governança do reino, mais especialmente dentro de um paradigma apostólico / profético, não é validada pelo número de pessoas que seguem você, mas pela força do convênio que o povo teria com a Palavra de Deus; ao líder e ao compromisso de refletir a natureza e a imagem de Cristo, seu Senhor.

 

Se usarmos o modelo secular, Paulo seria considerado um fracasso; No final de seu ministério, ele só conseguiu chamar Timóteo de filho com a mesma mente.

 

Jesus teria sido considerado um fracasso porque os 5.000 que O seguiram o abandonaram quando os chamou a entrar em uma aliança com Ele. Jesus entendeu a importância de construir relacionamentos da aliança.

 

Todos os profetas teriam sido chamados de fracassados, porque Israel não prestou atenção às suas palavras na maioria das vezes. Samuel teria sido chamado de fracassao porque as pessoas não o ouviram.

 

Na lição de hoje sobre governança, faremos um estudo de caso.

 

A escritura essencial que usaríamos em nossa busca pela unicidade é:

 

Deuteronômio 6:4-5

4 Ouve, ó Israel: O SENHOR nosso Deus é o único SENHOR. 5 E amarás ao SENHOR teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma, e com todas as suas forças.

 

Essa escritura deve se tornar o padrão para avaliar a unicidade em todos os níveis. Primeiramente em nossos lares, depois em nossa igreja local, depois na maior família de Deus e, finalmente, no Corpo de Cristo

 

A unicidade não vai acontecer mágica ou misticamente no Corpo de Cristo. A cultura e a busca pela unidade devem ser cuidadosamente cultivadas a partir do marco zero – nossa casa; o que é aperfeiçoado em nossa morada doméstica pode ser levado para a casa de fé local.

 

Nosso estudo de caso hoje examina o desafio da liderança de Paulo em relação à casa de Cloe na cidade de Corinto.

 

Paulo era zeloso em relação às leis de Deus. Deuteronômio 6: 4 foi consagrado em seu coração e em sua mente, pois isso teria sido central para sua criação como um fariseu fervoroso e ultra religioso.

 

Atos 23

6 Mas Paulo, percebendo que uma parte era de saduceus, e outra de fariseus, ele clamou no conselho: Homens e irmãos, eu sou fariseu, filho de fariseu. Acerca da esperança e ressurreição dos mortos sou chamado em questão.

 

Paul havia recebido relatos preocupantes sobre sérias contendas e uma fragmentação de quatro vias na casa de Cloe. Podemos usar com segurança a família de Cloe como um símbolo de uma família de fé.

 

Mesmo que os líderes, de tempos em tempos, envolvam os crentes de outras famílias, devemos discernir o nível de maturidade das pessoas daquela família em particular.

 

Paulo era apaixonado pela unicidade. Ele implorou aos crentes que fossem UM na cidade de Corinto.

 

1 Coríntios 1

10 Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja divisões entre vós; antes, sejais perfeitamente unidos, em uma mesma mente e em um mesmo julgamento.

 

Se lemos todo o relato com discernimento, torna-se cada vez mais claro ao lermos, notamos que Paulo foi tocado pelo espírito de Deus; ele estava claramente quebrantado em seu espírito.

 

1 Coríntios 1

11 Pois me tem sido declarado a respeito de vós, irmãos meus, pelos que são da casa de Cloe, que há contendas entre vós. 12 Agora digo isso, a cada um de vós que diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. 13 Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós? Ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

 

Como colaborador de Deus, Paulo se dirige ao espírito de contenda nesta família de fé; que de alguma maneira as pessoas da casa de Cloe se agruparam de acordo com as ênfases dominantes dos vários apóstolos que os envolveram.

 

Paulo não se opõe aos crentes da família de Cloe em serem expostos às graças de Apolo e Cefas (Pedro); esse não é o problema, e não devemos tentar fazer isso e distrair o crente.

 

1 Coríntios 3

10 Segundo a graça de Deus que me é dada, como sábio mestre de obras, eu pus a fundação, e outro edifica sobre ele; mas cada homem fique atento como se edifica sobre ele. 11 Porque nenhum homem pode pôr outra fundação, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.

 

CADA UM DEVE PRESTAR ATENÇÃO COMO CONSTRÓI.

 

Quem estiver envolvido em ajudar a construir a casa de Cloe deve se comprometer a fortalecer sua casa. Cloe representa aquele enviado por Deus para esta congregação. Sua casa não deve se tornar um habitat de inveja, conflito e contenda. Os líderes devem construir com responsabilidade e com uma sensação de maior consciência de envolver o campo de outro homem.

 

Pois os servos de Deus são companheiros de Deus; trabalhamos ao lado de Deus; o povo é o campo de Deus; construção de Deus.

Governantes não são terror para boas obras.

 

Para entendermos os detalhes das observações de Paulo, precisamos examinar seus comentários decorrentes dessas declarações de abertura. A governança exige que os líderes resolvam lapsos de doutrina.

 

PRIMEIRA OBSERVAÇÃO – BATISMO

 

1 Coríntios 1

14 Eu agradeço a Deus pois não batizei nenhum de vós, senão a Crispo e a Gaio; 15 para que ninguém diga que em meu próprio nome fostes batizados.16 E eu batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se eu batizei algum outro. 17 Porque Cristo enviou-me não para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavras, para que não se faça vã a cruz de Cristo.

 

Parece que um dos líderes da casa de Cloe criou a percepção de que o número de pessoas batizadas era mais importante do que a pregação do evangelho; que era mais importante que o ensino da Palavra de Deus.

 

Pode ter sido Apolo – como sabemos, seu entendimento foi limitado ao batismo de João até Priscila e Áquila aconselharem com ele.

 

Se assuntos como esses não forem controlados, abriremos a porta para conflitos, contendas e, finalmente, fragmentação. Se esses problemas não forem resolvidos, a família de Cloe se tornará “ingovernável”.

 

Paulo endireitou esta questão. Ele declarou que sua prioridade não é o batismo, é tornar o evangelho conhecido. Não estamos desacreditando a ordenança do batismo na água, estamos apenas apontando nossa prioridade. Foi o próprio João quem declarou a chegada iminente daquele que batizará os crentes no Espírito Santo e no fogo!

 

Mateus 3

11 Eu realmente vos batizo com água para o arrependimento, mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujos calçados não sou digno de carregar; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

 

Devemos prestar atenção à forma como construímos nesta temporada.

 

SEGUNDA OBSERVAÇÃO –

 

Cristo, o poder e a sabedoria de Deus

 

1 Coríntios 1

18 Porque a pregação da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. 19 Porque está escrito: Eu destruirei a sabedoria dos sábios e reduzirei a nada o entendimento do prudente. 20 Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste mundo? Não tem Deus feito insensata a sabedoria deste mundo?

 

Por que Paulo está lidando com isso? Alguém deve ter falado sobre aqueles na casa que podem estar lutando com certas fraquezas e podem ter sido ostracizados por aqueles que tentaram usar a lógica e a razão para entender e fazer sentido nossa salvação e redenção sobrenaturais de todas as nossas transgressões.

 

A morte de Jesus na cruz tratou da questão de nossa salvação e redenção

 

Embora sejamos salvos espiritualmente, Paulo diz que existe a questão de praticamente “sermos salvos”, pois morremos diariamente pelas coisas deste mundo. Esse processo prático é possibilitado pela mensagem da cruz; como Paulo explica, é o poder de Deus para aqueles que carregam a cruz diariamente.

 

Paulo está repreendendo aqueles na casa de Cloe que projetam sua sabedoria mundana para ser mais poderosa que o poder de Deus. Lembre-se de que Paulo está se dirigindo a um principado grego (Sabedoria do mundo).

 

Como eu disse ao longo da minha apresentação sobre Governança – nossos protocolos de governança são atados a Palavra de Deus.

 

TERCEIRA OBSERVAÇÃO – DEUS ESCOLHEU AS COISAS TOLAS DO MUNDO

 

1 Coríntios 1

27 mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as coisas que são poderosas; 28 e Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as coisas que são desprezíveis, sim, as coisas que nada são, para aniquilar a nada as coisas que são; 29 para que nenhuma carne se glorie em sua presença. 30 Mas vós sois dele em Cristo Jesus, o qual por parte de Deus nos foi feito sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; 31 para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.

 

Como eu disse, pode ter havido na casa de Cloe crentes que desprezavam e menosprezavam aqueles que consideravam tolos, fracos, desprezados e desprezíveis.

 

Deus sempre olha nessa direção porque sabe que esses vasos são configurados para dar-lhe a glória.

 

Como o coxo que eles colocavam diariamente na porta do templo chamada Formoso, para pedir esmolas; após sua interação com Pedro e João e após sua libertação sobrenatural, ele começou a dar a Deus toda a honra e louvor.

 

Atos 3

8 E, saltando, ele se pôs em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando e saltando, e louvando a Deus. 9 E todo o povo o viu andando e louvando a Deus;

 

 

Read Full Post »

Romans 13:1-4

1 Let every soul be subject to the governing authorities. For there is no authority except from God, and the authorities that exist are appointed by God. 2 Therefore whoever resists the authority resists the ordinance of God, and those who resist will bring judgment on themselves. 3 For rulers are not a terror to good works, but to evil. Do you want to be unafraid of the authority? Do what is good, and you will have praise from the same. 4 For he is God’s minister to you for good. But if you do evil, be afraid; for he does not bear the sword in vain; for he is God’s minister, an avenger to execute wrath on him who practices evil.

Paul instructs the Romans to be subject to governing authorities; every soul, without exception, informing them that all authorities are appointed by God.

He who has been appointed by God is God’s minister to us; his voice is the representation of the voice of God.

Rulers are not a terror to good works, but evil

I would like to continue my instructions concerning Governance. Today I would like to begin by sharing a few reflections on my earlier life. I always believed that any idea that is associated and perfected in the marketplace is evil and counter productive to our spiritual journey in our walk with God.

During the course of my life, I had given 20 years of my best years to work in an international corporate environment. I was exposed to the finest training and skills development that one would expect from an international corporate giant; during this time I was trained to hold a clear, precise and unambiguous understanding of the variety of protocols and demands within a corporate culture.

The organisation that I worked for was guided by the Sullivan Principles

In the 80’s the Reverend Leon H. Sullivan, Baptist minister and civil rights leader drew up the Sullivan Principles, which were guidelines for American businesses operating in South Africa under an apartheid regime. He later worked with the United Nations on drawing up a code of ethical conduct for multinational corporations.

When I came into ministry, I disregarded all the skills that I had acquired over 20 years, because I had this primitive and uninformed notion that everything that is associated to the marketplace must be evil and wicked.

Yet most of the principles and ethical standards embodied in Governance have their source and inspiration from the scriptures.

How can we use this model of governance to strengthen our broader vision in this present day?

How can we become a serious helper in seeing the fulfillment of our visions and goals – to bring believers together to function in corporate oneness?

As we discussed last week, this is impossible unless we have clear, unambiguous protocols concerning every area of our function. This process begins in the local household of faith, and as we perfect the model in the local house, we then bring the same strength into the greater family model. Every tier of governance must supply strength.

Now let us examine the scripture for a direct mandate to reconfigure the positioning of various carriers of grace functioning in households of faith and families, and ultimately the Body of Christ.

Ephesians 4:14-16

14 that we should no longer be children, tossed to and fro and carried about with every wind of doctrine, by the trickery of men, in the cunning craftiness of deceitful plotting, 15 but, speaking the truth in love, may grow up in all things into Him who is the head—Christ— 16 from whom the whole body, joined and knit together by what every joint supplies, according to the effective working by which every part does its share, causes growth of the body for the edifying of itself in love.

I would like us to focus on Verse 16 that describes the desired outcome envisioned by the Apostle Paul.

“from whom the whole body, joined and knit together by what every joint supplies, according to the effective working by which every part does its share, causes growth of the body for the edifying of itself in love”

Paul perfectly described his vision to see the emergence of the corporate assembly of believers in the city – where every autonomous house will bring its strength that would enable growth in the Body in any city; however, the process begins in the local household of faith.

We can build this model as large as we want; but the architectural design and detail have already been established and predetermined by the scriptures.

Watch the errors that are observed by the Lord when He observes the governance of this very church in the city of Ephesus…..

Revelation 2:2-6

2 “I know your works, your labor, your patience, and that you cannot bear those who are evil. And you have tested those who say they are apostles and are not, and have found them liars; 3 and you have persevered and have patience, and have labored for My name’s sake and have not become weary. 4 Nevertheless I have this against you, that you have left your first love. 5 Remember therefore from where you have fallen; repent and do the first works, or else I will come to you quickly and remove your lampstand from its place—unless you repent. 6 But this you have, that you hate the deeds of the Nicolaitans, which I also hate.

The loss of our FIRST LOVE

This week I spoke to the larger family about this very thing. It would appear that there is a competition for the most appealing doctrine; the best revelation; most positive prophetic utterances. I am not, in any way, diminishing the importance of growing in these areas, but in the city of Ephesus, the church in the city paid a high price for all their advances.

This city became alienated from their first love. Christ and His Word

1 John 4:19

19 We love Him because He first loved us.

Take this governing principle and apply it in every tier of the corporate assembly of believers.

This protocol must be enshrined in our Principles, Ethics and Values for Governance. We cannot underestimate the importance of sharing a “common value system”.

Ephesians 4

15 but, speaking the truth in love, may grow up in all things into Him who is the head—Christ—

The visible fruit or the desired outcome of the church is the the revelation of the nature of the One that we have all grown into – Christ

It does not matter what model we are building, the principles for governance do not change.

2 Samuel 8:15

15 So David reigned over all Israel; and David administered judgment and justice to all his people. 16 Joab the son of Zeruiah was over the army; Jehoshaphat the son of Ahilud was recorder; 17 Zadok the son of Ahitub and Ahimelech the son of Abiathar were the priests; Seraiah was the scribe; 18 Benaiah the son of Jehoiada was over both the Cherethites and the Pelethites; and David’s sons were chief ministers.

This is King David’s organogram of his administration.

This is our spiritual position.

The practical manifestation occurs when leaders make demands of their spiritual sons and daughters to bring strength and value to their alliance with their leaders.

The loss of the first love and the removal of the lamp stand will cause the Glory and the Presence of the Lord to depart from their gathering, in spite of all their commendable gains and works.

GOVERNANÇA – PARTE 2

(Traduzido por Rafael Nogueira Rezende)

 

Romanos 13

1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades existentes foram ordenadas por Deus. 2 Por isso, quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem receberão sobre si mesmos a condenação. 3 Porque os governantes não são terror para as boas obras, mas para as más. Tu então não queres temer a autoridade? Faze o que é bom e terás louvor dela. 4 Porque ela é o ministro de Deus para o teu bem. Mas se tu fizeres o que é mau, teme, pois ela não traz a espada em vão; porque é ministro de Deus e vingador para executar a ira contra aquele que pratica o mal. 

 

Paulo instrui os romanos a estarem sujeitos às autoridades governamentais; toda alma, sem exceção, informando que todas as autoridades são nomeadas por Deus.

 

Quem foi designado por Deus é o ministro de Deus para nós; sua voz é a representação da voz de Deus.

 

Os governantes não são terror para boas obras, mas para o mal

 

Gostaria de continuar minhas instruções sobre Governança. Hoje eu gostaria de começar compartilhando algumas reflexões sobre minha vida anterior. Sempre acreditei que qualquer ideia associada e aperfeiçoada no mercado é má e contraproducente à nossa jornada espiritual em nossa caminhada com Deus.

 

Ao longo da minha vida, eu dediquei 20 anos dos meus melhores anos para trabalhar em um ambiente corporativo internacional. Fui exposto ao melhor treinamento e desenvolvimento de habilidades que se esperaria de um gigante corporativo internacional; Durante esse período, fui treinado para ter uma compreensão clara, precisa e inequívoca da variedade de protocolos e demandas dentro de uma cultura corporativa.

 

A organização em que trabalhei foi guiada pelos Princípios de Sullivan

 

Nos anos 80, o reverendo Leon H. Sullivan, ministro batista e líder dos direitos civis elaborou os Princípios de Sullivan, que eram diretrizes para as empresas americanas que operam na África do Sul sob um regime de apartheid. Mais tarde, ele trabalhou com as Nações Unidas na elaboração de um código de conduta ética para empresas multinacionais.

 

Quando entrei no ministério, desconsiderei todas as habilidades que havia adquirido ao longo de 20 anos, porque tinha essa noção primitiva e desinformada de que tudo o que está associado ao mercado deve ser mau e perverso.

 

No entanto, a maioria dos princípios e padrões éticos incorporados em Governança tem sua fonte e inspiração nas escrituras.

 

Como podemos usar esse modelo de governança para fortalecer nossa visão mais ampla nos dias atuais?

 

Como podemos nos tornar um ajudante sério ao ver o cumprimento de nossas visões e objetivos – unir os crentes para que funcionem em unidade?

 

Como discutimos na semana passada, isso é impossível, a menos que tenhamos protocolos claros e inequívocos sobre todas as áreas de nossa função. Esse processo começa na casa de fé local e, à medida que aperfeiçoamos o modelo na casa local, trazemos a mesma força para o modelo de família maior. Todo nível de governança deve fornecer força.

 

Agora, vamos examinar as escrituras para um mandato direto de reconfigurar o posicionamento de vários portadores da graça que funcionam nas casas de fé e família e, finalmente, no Corpo de Cristo.

 

Efésios 4: 14-16

14 para que não sejamos mais crianças, atiradas para lá e para cá, e carregadas por todo vento de doutrina, pela artimanha e astúcia dos homens que ficam à espreita para enganar.  15 Antes, dizendo a verdade em amor, cresçamos em todas as coisas naquele que é a cabeça, Cristo, 16 do qual todo o corpo, bem ajustado e compactado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a eficaz operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor. 

 

Gostaria que nos concentrássemos no versículo 16, que descreve o resultado desejado, previsto pelo apóstolo Paulo.

 

“De quem todo o corpo, unido e unido pelo que cada articulação fornece, de acordo com o trabalho efetivo pelo qual cada parte faz sua parte, causa crescimento do corpo para a edificação de si mesmo no amor”

 

Paulo descreveu perfeitamente sua visão para ver o surgimento da assembleia corporativa de cristãos na cidade – onde toda casa autônoma trará sua força que permitiria o crescimento do Corpo em qualquer cidade; no entanto, o processo começa na família local de fé.

 

Podemos construir esse modelo do tamanho que queremos; mas o projeto arquitetônico e os detalhes já foram estabelecidos e predeterminados pelas escrituras.

 

Observe os erros que são observados pelo Senhor quando Ele observa o governo dessa mesma igreja na cidade de Éfeso …

 

Apocalipse 2: 2-6

2 Eu conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e como tu não podes suportar os que são maus, e tens provado os que dizem ser apóstolos e não o são, e descobriste que são mentirosos;  3 e tens suportado, e tens paciência e por causa do meu nome trabalhaste e não desfaleceste. 4 Todavia, eu tenho algo contra ti, porque deixaste o teu primeiro amor. 5 Lembra-te, portanto, de onde tu caíste, e arrepende-te, e faz as primeiras obras; senão eu virei a ti rapidamente e removerei teu candelabro de seu lugar, se não te arrependeres. 6 Mas isto tu tens: Odeias os atos dos nicolaítas, que eu também odeio.

 

A perda do nosso PRIMEIRO AMOR

 

Nesta semana, conversei amplamente com a família sobre isso. Parece que há uma competição pela doutrina mais atraente; a melhor revelação; declarações proféticas mais positivas. Não estou diminuindo de maneira alguma a importância de crescer nessas áreas, mas na cidade de Éfeso, a igreja da cidade pagou um preço alto por todos os seus avanços.

 

Esta cidade ficou alienada de seu primeiro amor. Cristo e Sua Palavra.

 

1 João 4

19 Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro.

 

Pegue esse princípio de governo e aplique-o em todos os níveis da assembleia corporativa de cristãos.

 

Este protocolo deve ser consagrado em nossos Princípios, Ética e Valores para Governança. Não podemos subestimar a importância de compartilhar um “sistema de valores comum”.

 

Efésios 4

15 Antes, dizendo a verdade em amor, cresçamos em todas as coisas naquele que é a cabeça, Cristo, 

 

O fruto visível ou o resultado desejado da igreja é a revelação da natureza daquele em que todos crescemos – Cristo

 

Não importa qual modelo estamos construindo, os princípios de governança não mudam.

 

2 Samuel 8

15 E Davi reinou sobre todo o Israel; e Davi executou juízo e justiça para todo o seu povo.  16 E Joabe, o filho de Zeruia, estava sobre o exército; e Josafá, o filho de Ailude, era o escrivão; 17 e Zadoque, o filho de Aitube, e Aimeleque, o filho de Abiatar, eram os sacerdotes; e Seraías era o escriba;  18 e Benaia, o filho de Joiada, estava sobre os quereteus, e sobre os peleteus; e os filhos de Davi eram soberanos maiorais. 

 

Este é o organograma do rei Davi de sua administração.

Esta é a nossa posição espiritual.

 

A manifestação prática ocorre quando os líderes exigem de seus filhos e filhas espirituais que tragam força e valor à aliança com seus líderes.

 

A perda do primeiro amor e a remoção do suporte da lâmpada farão com que a Glória e a Presença do Senhor se afastem de suas reuniões, apesar de todos os seus louváveis ganhos e obras.

Read Full Post »

I would like to continue to speak practically about Corporate Governance. Last week we dealt with the Roman system of communication and I showed you a basic organogram. When the centurion explained this system of communication to Jesus He was amazed and declared that He had not seen anything like it in all of Israel.

We will talk about another major aspect of Corporate Governance that would have amazed Jesus.

We cannot function with abstract philosophies as an organization; whether we are an entity called the church, or a company that is trading in the marketplace.

When we look at corporate governance in a secular environment – governance is established according to pre determined laws, articles and clear objectives by the shareholders. This is what causes an organization to maintain consistency in its passion and purpose; even during a lockdown, the pre determined goals and values are entrenched, not only in the hearts and minds, but also on documentation.

God has always communicated His laws, statutes, ordinances and decrees to His people. Throughout Scripture there is a demand to write down instructions, write down what one sees, a demand to record the words and visions

Exodus 31:18

18 And when He had made an end of speaking with him on Mount Sinai, He gave Moses two tablets of the Testimony, tablets of stone, written with the finger of God.

HADDEBARIM

The Hebrew title of Deuteronomy is Haddebarim, “The Words,” taken from the opening phrase in Deuteronomy 1:1, “These are the words……”

These laws of God that Moses handed over to the new generation are given in oral and written form so that they will endure to all generations.

Deuteronomy completes the five Books of Moses

The Lord instructs John to record his vision :

Revelation 1

10 I was in the Spirit on the Lord’s Day, and I heard behind me a loud voice, as of a trumpet, 11 saying, “I am the Alpha and the Omega, the First and the Last,” and, “What you see, write in a book and send it to the seven churches

The Lord asks His prophet to record His vision

Habakkuk 2:1-2

1 I will stand my watch and set myself on the rampart,

And watch to see what He will say to me, and what I will answer when I am corrected.

2 Then the Lord answered me and said: “Write the vision and make it plain on tablets, that he may run who reads it.

And so the Word of the Lord passed on to believers is the very foundation of our legacy; it is higher than the heavens. The Lord passed His Word to Moses as a legacy to be passed on to Joshua who represented the next generation of leadership. The safety and prosperity of the people of God in any generation is linked to the responsible and faithful transfer of Divine intelligence to that generation.

In this generation we enjoy the added benefit of the ministry of the Holy Spirit who brings us proceeding revelation from the Father.

The prosperity of Joshua and the people of God was promised wherever God would lead them.

The Church is no different, concerning the application of this principle. Our values are extracted from the Word of the Lord. Whether these values excite us or not, they are pre determined for us by the Lord, and therefore we embrace them.

In the secular environment, the documentation of vision, goals, objectives, desired outcomes, operating procedures, non negotiable value systems, code of ethics, grievance procedures, accountability structures are essential for astute governance. This is normal practice in any legitimate corporate environment.

There must be a point of reference.

In the secular commercial sector, these founding documents are variously referred to as “articles of association”, “articles of incorporation”, “memorandum of association”, or here in South Africa it is known as “Memorandum of Incorporation”.

We can conclude that the Church of Jesus Christ also needs to be undergirded and administrated on the earth by the Word of God, the key pillars of our faith must be clearly outlined in our Memorandum of Incorporation.

This morning I would like us to talk about one article that ought to be immortalized in the Memorandum of Incorporation –

Submission within a Family

THE WORD OF GOD MUST DWELL IN US RICHLY

Colossians 3:16-17

16 Let the word of Christ dwell in you richly in all wisdom, teaching and admonishing one another in psalms and hymns and spiritual songs, singing with grace in your hearts to the Lord. 17 And whatever you do in word or deed, do all in the name of the Lord Jesus, giving thanks to God the Father through Him.

Not only in written form but also written on the tablets of our hearts. The Word must live within us.

Colossians 3:18-25

18 Wives, submit to your own husbands, as is fitting in the Lord.

19 Husbands, love your wives and do not be bitter toward them.

20 Children, obey your parents in all things, for this is well pleasing to the Lord.

21 Fathers, do not provoke your children, lest they become discouraged.

22 Bondservants, obey in all things your masters according to the flesh, not with eyeservice, as men-pleasers, but in sincerity of heart, fearing God. 23 And whatever you do, do it heartily, as to the Lord and not to men, 24 knowing that from the Lord you will receive the reward of the inheritance; for you serve the Lord Christ. 25 But he who does wrong will be repaid for what he has done, and there is no partiality.

Let us focus on this one word “submit”

Submit

Greek Word is hupotássō, to place in order; to place under in an orderly fashion

This word clearly implies that although in Christ there is a freedom and equality in spiritual sonship and spiritual inheritance as we see in Galatians, this does not mean, that we are free to violate the Divine order that has been established and predetermined by God for His family

Galatians 3:26-28

26 For you are all sons of God through faith in Christ Jesus. 27 For as many of you as were baptized into Christ have put on Christ. 28 There is neither Jew nor Greek, there is neither slave nor free, there is neither male nor female; for you are all one in Christ Jesus.

Ephesians 5:22-24

22 Wives, submit to your own husbands, as to the Lord. 23 For the husband is head of the wife, as also Christ is head of the church; and He is the Savior of the body. 24 Therefore, just as the church is subject to Christ, so let the wives be to their own husbands in everything.

This order that God has established for His family should not be violated.

The father/husband is the head of the household.

This is the image of Christ being Lord over His Church.

If we understand the symbolism represented here, we will realize that the father’s position as head of his family cannot be usurped or violated.

All transactions with a family is done in consultation with the father of the house. This demonstrates our code of honor to Divine order.

A sovereign God does not need to communicate; we do. This is essential in corporate governance.

If we follow this argument, we can see that it is not possible, in the eyes of God and the scriptures, for any five fold elder or carrier of grace to outrank a father in his own house or family. We need to embrace this reality.

The demand is for for women (church) to submit to their OWN husbands (fathers/elders)

This is just the way it is.

The need for order is not just restricted to the family, it is also extended to every area where submission is required. We need to recognize those who God has called us to submit to.

Galatians 3:26-28

26 For you are all sons of God through faith in Christ Jesus. 27 For as many of you as were baptized into Christ have put on Christ. 28 There is neither Jew nor Greek, there is neither slave nor free, there is neither male nor female; for you are all one in Christ Jesus.

Ephesians 6:5-8

5 Bondservants, be obedient to those who are your masters according to the flesh, with fear and trembling, in sincerity of heart, as to Christ; 6 not with eyeservice, as men-pleasers, but as bondservants of Christ, doing the will of God from the heart, 7 with goodwill doing service, as to the Lord, and not to men, 8 knowing that whatever good anyone does, he will receive the same from the Lord, whether he is a slave or free.

Although Paul would declare equality between the slave and the free concerning their spiritual sonship and inheritance, he does not neglect to inform the Ephesians concerning the need of slaves to submit to their masters.

The apostle Paul instructs believers to submit to the Roman governing authorities. They are there to prevent chaos and anarchy. Submission is not a sign of weakness; it is evidence of an internal code of discipline that recognizes those who have been appointed over us to maintain order and governance. As long as there are individuals who constantly promote rebellion, we will always exist in an environment of perpetual strife and contention.

Romans 13:1-4

1 Let every soul be subject to the governing authorities. For there is no authority except from God, and the authorities that exist are appointed by God. 2 Therefore whoever resists the authority resists the ordinance of God, and those who resist will bring judgment on themselves. 3 For rulers are not a terror to good works, but to evil. Do you want to be unafraid of the authority? Do what is good, and you will have praise from the same. 4 For he is God’s minister to you for good. But if you do evil, be afraid; for he does not bear the sword in vain; for he is God’s minister, an avenger to execute wrath on him who practices evil.

GOVERNANÇA – SUBMISSÃO

(Traduzido por Rafael Nogueira)

 

Eu gostaria de continuar falando praticamente sobre Governança Corporativa. Na semana passada, lidamos com o sistema romano de comunicação e mostrei um organograma básico. Quando o centurião explicou esse sistema de comunicação a Jesus, ficou surpreso e declarou que não havia visto nada parecido em todo o Israel.

 

Falaremos sobre outro aspecto importante da governança corporativa que teria surpreendido Jesus.

 

Não podemos funcionar com filosofias abstratas como organização; se somos uma entidade chamada igreja ou uma empresa que negocia no mercado.

 

Quando analisamos a governança corporativa em um ambiente secular – a governança é estabelecida de acordo com leis, artigos e objetivos claros determinados pelos acionistas. É isso que faz com que uma organização mantenha consistência em sua paixão e propósito; mesmo durante um bloqueio, os objetivos e valores pré-determinados estão enraizadoss, não apenas no coração e na mente, mas também na documentação.

 

Deus sempre comunicou Suas leis, estatutos, ordenanças e decretos ao Seu povo. Em toda a Escritura há uma demanda para escrever instruções, escrever o que se vê, uma demanda para registrar as palavras e visões

 

Êxodo 31:18

 

18 E deu a Moisés, quando acabou de falar com ele no monte Sinai, as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas com o dedo de Deus.

 

HADDEBARIM

 

O título hebraico de Deuteronômio é Haddebarim, “As Palavras”, retirado da frase de abertura em Deuteronômio 1: 1, “Estas são as palavras ……”.

 

Essas leis de Deus que Moisés entregou à nova geração são dadas em forma oral e escrita, para que elas durem por todas as gerações.

 

Deuteronômio completa os cinco Livros de Moisés

 

O Senhor instrui João a registrar sua visão:

 

Apocalipse 1:10-11

 

10 Eu estava no Espírito, no dia do Senhor, e ouvi por trás de mim uma grande voz, como a de uma trombeta, 11 dizendo: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último; e o que tu vês, escreve em um livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia; a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia e a Laodiceia.

 

O Senhor pede que Seu profeta registre Sua visão

 

Habacuque 2: 1-2

 

1 Eu estarei sobre a minha guarda, e me colocarei sobre a torre; vigiarei para ver o que ele falará a mim, e o que eu responderei quando eu for reprovado. 2 Então o  SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e faça-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo.

 

E assim a Palavra do Senhor passada aos crentes é o próprio fundamento do nosso legado; é mais alto que os céus. O Senhor transmitiu Sua Palavra a Moisés como um legado a ser transmitido a Josué, que representou a próxima geração de liderança. A segurança e a prosperidade do povo de Deus em qualquer geração estão ligadas à transferência responsável e fiel da inteligência divina para essa geração.

 

Nesta geração, desfrutamos do benefício adicional do ministério do Espírito Santo, que nos traz a revelação contínua do Pai.

 

A prosperidade de Josué e do povo de Deus foi prometida aonde quer que Deus os levasse.

 

A Igreja não é diferente no que diz respeito à aplicação deste princípio. Nossos valores são extraídos da Palavra do Senhor. Se esses valores nos excitam ou não, eles são pré-determinados por nós pelo Senhor e, portanto, nós os abraçamos.

 

No ambiente secular, a documentação da visão, metas, objetivos, resultados desejados, procedimentos operacionais, sistemas de valores não negociáveis, código de ética, procedimentos de queixas e estruturas de prestação de contas são essenciais para a governança astuta. Essa é uma prática normal em qualquer ambiente corporativo legítimo.

 

Deve haver um ponto de referência.

 

No setor comercial secular, esses documentos fundadores são chamados de “artigos de associação”, “artigos de incorporação”, “memorando de associação” ou aqui na África do Sul é conhecido como “Memorando de Incorporação”.

 

Podemos concluir que a Igreja de Jesus Cristo também precisa ser sustentada e administrada na Terra pela Palavra de Deus. Os principais pilares de nossa fé devem ser claramente delineados em nosso Memorando de Incorporação.

 

Hoje de manhã, gostaríamos que falássemos sobre um artigo que deveria ser imortalizado no Memorando de Incorporação –

 

Submissão dentro de uma família

 

A PALAVRA DE DEUS DEVE HABITAR EM NÓS RICAMENTE

 

Colossenses 3: 16-17

 

16 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando com graça em vosso coração ao Senhor. 17 E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando graças a Deus Pai por ele.

 

Não apenas na forma escrita, mas também escrita nas tábuas de nossos corações. A Palavra deve viver dentro de nós.

 

Colossenses 3: 18-25

18 Esposas, sede submissas a vosso próprio marido, como convém no Senhor. 19 Maridos, amai as vossas mulheres e não vos irriteis contra elas. 20 Filhos, obedecei a vossos pais em todas as coisas, porque isto é agradável ao Senhor. 21 Pais, não provoqueis os vossos filhos à ira, para que não sejam desencorajados. 22 Servos, obedecei em todas as coisas a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. 23 E, tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens, 24 sabendo que do Senhor recebereis a recompensa da herança, porque servis a Cristo, o Senhor. 25 Mas quem faz o errado, recebe pelo erro que fez; e não há acepção de pessoas.

 

Vamos nos concentrar nessa única palavra “submeter”

 

Submeter

 

A palavra grega é hupotássō, para colocar em ordem; colocar sob de forma ordenada

 

Essa palavra implica claramente que, embora em Cristo exista liberdade e igualdade na filiação espiritual e na herança espiritual, como vemos em Gálatas, isso não significa que somos livres para violar a ordem divina que foi estabelecida e predeterminada por Deus para Sua família.

 

Gálatas 3: 26-28

 

26 Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. 27 Todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo. 28 Já não há judeu nem grego, não há também escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um em Cristo Jesus.

 

Efésios 5: 22-24

 

22 Esposas, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor. 23 Porque o marido é a cabeça da esposa, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido.

 

Essa ordem que Deus estabeleceu para Sua família não deve ser violada.

 

O pai / marido é o chefe da família.

 

Esta é a imagem de Cristo sendo Senhor sobre Sua Igreja.

 

Se entendermos o simbolismo representado aqui, perceberemos que a posição do pai como chefe de família não pode ser usurpada ou violada.

 

Todas as transações com uma família são feitas em consulta com o pai da casa, incluindo a exposição as várias graças do cinco dons que estão disponíveis para a edificação dos crentes no Corpo de Cristo. Isso demonstra nosso código de honra à ordem divina.

 

Um Deus soberano tem a prerrogativa de se comunicar com Seu povo se e quando Ele escolher; no entanto, para os crentes, a comunicação é uma demanda essencial para o cumprimento dos resultados desejados. Isso é essencial para a governança corporativa.

 

Se seguirmos esse argumento, podemos ver que, aos olhos de Deus e das escrituras, não é possível que nenhuma graça supere o pai em sua própria casa ou família. Precisamos abraçar essa realidade.

 

A demanda é para que as mulheres (igreja) se submetam a seus próprios maridos (pais / anciãos)

É assim que é.

 

A necessidade de pedido não se restringe apenas à família, mas também a todas as áreas em que a submissão é necessária. Precisamos reconhecer aqueles a quem Deus nos chamou para nos submetermos.

 

Gálatas 3: 26-28

 

26 Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. 27 Todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo. 28 Já não há judeu nem grego, não há também escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um em Cristo Jesus.

 

Efésios 6: 5-8

 

5 Servos, obedecei àqueles que são os vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; 6 não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo a vontade de Deus de coração; 7 servindo de boa vontade como ao Senhor e não como aos homens; 8 sabendo que toda a boa coisa que cada um fizer, o mesmo ele receberá do Senhor, seja ele servo, seja livre.

 

Embora Paulo declare a igualdade entre o escravo e o livre em relação à filiação e herança espiritual, ele não deixa de informar os efésios sobre a necessidade de os escravos se submeterem a seus senhores.

 

O apóstolo Paulo instrui os crentes a se submeterem às autoridades governamentais romanas. Eles estão lá para evitar o caos e a anarquia. Submissão não é um sinal de fraqueza; é evidência de um código interno de disciplina que reconhece aqueles que foram nomeados sobre nós para manter a ordem e o governo. Enquanto houver indivíduos que promovam constantemente a rebelião, sempre existiremos em um ambiente de contenda e contenda perpétuas.

 

Romanos 13: 1-4

 

1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades existentes foram ordenadas por Deus. 2 Por isso, quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem receberão sobre si mesmos a condenação. 3 Porque os governantes não são terror para as boas obras, mas para as más. Tu então não queres temer a autoridade? Faze o que é bom e terás louvor dela. 4 Porque ela é o ministro de Deus para o teu bem. Mas se tu fizeres o que é mau, teme, pois ela não traz a espada em vão; porque é ministro de Deus e vingador para executar a ira contra aquele que pratica o mal.

 

 

Read Full Post »

Older Posts »