Feeds:
Posts
Comments

Archive for May, 2017

UMA IMAGEM DA IGREJA DA CIDADE
Isaías 62: 1-7

1 Por amor de Sião não me calarei, e por amor de Jerusalém não descansarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvação como uma tocha acesa.   2 E as nações verão a tua justiça, e todos os reis a tua glória; e chamar-te-ão por um nome novo, que a boca do Senhor designará.3 Também serás uma coroa de adorno na mão do Senhor, e um diadema real na mão do teu Deus.4 Nunca mais te chamarão: Desamparada, nem a tua terra se denominará Desolada; mas chamar-te-ão Hefzibá, e à tua terra Beulá; porque o Senhor se agrada de ti; e a tua terra se casará. 5 Pois como o mancebo se casa com a donzela, assim teus filhos se casarão contigo; e, como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus  6 e Jerusalém, sobre os teus muros pus atalaias, que não se calarão nem de dia, nem de noite; ó vós, os que fazeis lembrar ao Senhor, não descanseis,  7 e não lhe deis a ele descanso até que estabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra. 

O Senhor declara por intermédio de Seu profeta Isaías que Ele não descansará até que Sion e Jerusalém (Igreja na Cidade) se tornem luzes brilhantes e brilhantes de salvação e justiça que seriam inexplicavelmente atraentes tanto para gentios como para reis.

No ambiente da “igreja da cidade”, haveria ondas de graça fluindo da configuração e emergência de Cristo que é cheio de graça.

Identidades serão alteradas; Os nomes serão mudados à medida que a JUSTIÇA DE DEUS impregne a reunião com Sua graça irresistível.

Na igreja local, podemos ser chamados “Desolados” ou “Desamparada” mas nas mãos de nosso Redentor e Salvador, somos “coroas de glória e diademas reais”.

Nossos nomes foram mudados para “Hefzibá”, o que significa que Cristo se deleita em nós.

Nossa esfera de influência será chamada Beulah. Isso significa que estamos “casados” com o Senhor. Somos a noiva real do Rei. Aleluia!

Nossos filhos serão casados ​​com o Senhor. Eles não estariam isolados e vagando; Eles não teriam múltiplos amantes, mas eles seriam fielmente casados ​​com o Senhor.

Haverá grande alegria nos céus.

O Senhor pôs e nomeou os Seus atalaias na parede. Seus servos, especialmente os profetas e apóstolos, estarão nas muralhas e declararão perpetuamente o coração ea mente de Deus para a igreja na cidade; Não darão descanso ao Senhor, nem paz, até que a perfeita vontade de Deus seja cumprida.

A igreja na cidade (Jerusalém) será um louvor em toda a terra.

A PICTURE OF THE CITY CHURCH 
Isaiah 62:1-7 

1 For Zion’s sake I will not hold My peace, And for Jerusalem’s sake I will not rest, Until her righteousness goes forth as brightness, And her salvation as a lamp that burns. 2 The Gentiles shall see your righteousness, And all kings your glory.You shall be called by a new name, Which the mouth of the Lord will name. 3 You shall also be a crown of glory In the hand of the Lord, And a royal diadem In the hand of your God. 4 You shall no longer be termed Forsaken, Nor shall your land any more be termed Desolate; But you shall be called Hephzibah, and your land Beulah; For the Lord delights in you, And your land shall be married.5 For as a young man marries a virgin, So shall your sons marry you; And as the bridegroom rejoices over the bride, So shall your God rejoice over you. 6 I have set watchmen on your walls, O Jerusalem; They shall never hold their peace day or night. You who make mention of the Lord, do not keep silent, 7 And give Him no rest till He establishes – And till He makes Jerusalem a praise in the earth.

The Lord declares through His prophet Isaiah that He will not rest until Zion and Jerusalem (Church in the City) become outstanding, shining lights of salvation and righteousness that would be inexplicably attractive to both Gentiles and kings.

In the “city church” environment, there would be waves of grace flowIng from the configuration and emergence of Christ who is full of grace.

Identities will be changed; names will be changed as the RIGHTEOUSNESS OF GOD impregnates the gathering with His irresistible grace.

In the local church, we may be called “Desolate” or “Forsaken”, but in the hands of our Redeemer and Saviour, we are “crowns of glory and royal diadems”. 

Our names have been changed to “Hephzibah” which means that Christ delights in us. 

Our sphere of influence shall be called Beulah. This means that we are “married” to the Lord. We are the royal bride of the King. Hallelujah!

Our sons will be married to the Lord. They would not be isolated and wandering; they would not have multiple lovers, but they would be faithfully married to the Lord.

There will be great rejoicing in the heavens.

The Lord has set and appointed His watchmen on the wall. His servants, especially the prophets and apostles, will stand on the ramparts and perpetually declare the heart and mind of God to the church in the city; they will give the Lord no rest, no peace, until the perfect will of God is accomplished.

The church in the city (Jerusalem) shall be a praise in all the earth.

Ezekiel 37:26-27 

26 Moreover I will make a covenant of peace with them, and it shall be an everlasting covenant with them; I will establish them and multiply them, and I will set My sanctuary in their midst forevermore. 27 My tabernacle also shall be with them; indeed I will be their God, and they shall be My people.

Advertisements

Read Full Post »

RESTORING THE DIGNITY OF GOD’S PEOPLE/TEMPLE/CHURCH IN THE CITY
1. SURVEILLANCE
Nehemiah 2:15-16 

15 So I went up in the night by the valley, and viewed the wall; then I turned back and entered by the Valley Gate, and so returned. 16 And the officials did not know where I had gone or what I had done; I had not yet told the Jews, the priests, the nobles, the officials, or the others who did the work.

Nehemiah carried out a private surveillance of the damage to the wall. No one knew about his inspection of the wall. He clearly carried a burden for the integrity and honor for God and His chosen people. He probably did not want anyone to witness his personal anguish and distress.
2. CONSULTATION AND THE MOTIVATION FOR BUILDING
Nehemiah 2:17 

17 Then I said to them, “You see the distress that we are in, how Jerusalem lies waste, and its gates are burned with fire. Come and let us build the wall of Jerusalem, that we may no longer be a reproach.”
He made the believers understand that his distress was also the distress of the people. The Hebrew word for “distress” is the word “raah” which means evil and wicked. This word has a negative impact.

Nehemiah invites the people to build with him.

If we desire the full cooperation of the people, we must share our passion and our vision with them. 

Nehemiah did not want the people of God to be a reproach.
David had the same passion for the house of God.

Psalms 69:9 Because zeal for Your house has eaten me up, And the reproaches of those who reproach You have fallen on me.

The Hebrew word for “reproach” is :

ḥerpāh: scorn, taunt
Nehemiah’s integrity for God and His people is clearly evident.
3. DUAL DIMENSIONS OF AUTHORITY – GOD AND THE WORDS OF THE KING

Nehemiah 2:18 

18 And I told them of the hand of my God which had been good upon me, and also of the king’s words that he had spoken to me.

So they said, “Let us rise up and build.” Then they set their hands to this good work.
It is always beneficial to obtain the approval and blessings of God and also the king.

The words of the king and his letters created a safe path for Nehemiah to Jerusalem.

The king released his resources to Nehemiah for the process of building.

This assurance from the authority over Nehemiah imparted great confidence to the people. They agreed to arise and build with Nehemiah. The construction began.

RESTAURANDO A DIGNIDADE DO PESSOA DE DEUS / TEMPLO / IGREJA NA CIDADE
1. VIGILÂNCIA
Neemias 2: 15-16

15 E subi de noite pelo vale, e vi o muro; Então voltei e entrei pela Porta do Vale, e então voltei. 16 E os oficiais não sabiam onde eu tinha ido ou o que eu tinha feito; Eu ainda não tinha falado aos judeus, aos sacerdotes, aos nobres, aos oficiais, ou aos outros que fizeram a obra.
Neemias realizou uma vigilância privada dos danos causados ​​à parede. Ninguém sabia sobre sua inspeção da parede. Ele claramente carregava um fardo pela integridade e honra para Deus e Seu povo escolhido. Ele provavelmente não queria que ninguém testemunhasse sua angústia e angústia pessoais.
2. CONSULTA E MOTIVAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO
Neemias 2:17

17 Então lhes disse: Vedes a angústia em que estamos, como Jerusalém se esgota, e as suas portas são queimadas de fogo. Vinde, e construamos o muro de Jerusalém, para que não sejamos mais opressores.
Ele fez os crentes entenderem que sua angústia era também a angústia do povo. A palavra hebraica para “angústia” é a palavra “raah”, que significa mal e ímpios. Esta palavra tem um impacto negativo.

Neemias convida o povo a construir com ele.

Se desejamos a plena cooperação do povo, devemos compartilhar nossa paixão e nossa visão com eles.

Neemias não queria que o povo de Deus fosse um opróbrio.
Davi tinha a mesma paixão pela casa de Deus.
Salmos 69: 9 Porque o zelo pela tua casa me devorou, E caíram sobre mim as opróbrio dos que te censuram.

A palavra hebraica para “reprovar” é:

Ḥerpāh: desprezo, provocação
A integridade de Neemias para Deus e Seu povo é claramente evidente.
3. DUAS DIMENSÕES DA AUTORIDADE – DEUS E AS PALAVRAS DO REI

Neemias 2:18

18 E lhes falei da mão do meu Deus que tinha sido boa sobre mim, e também das palavras do rei que ele tinha falado comigo.
Então eles disseram: “Levantemo-nos e construamos.” Então puseram suas mãos para esta boa obra.
É sempre benéfico para obter a aprovação e bênçãos de Deus e também o rei.

As palavras do rei e suas cartas criaram um caminho seguro para Neemias a Jerusalém.

O rei liberou seus recursos para Neemias para o processo de construção.

Esta garantia da autoridade sobre Neemias deu grande confiança ao povo. Eles concordaram em se levantar e construir com Neemias. A construção começou.

Read Full Post »